Review: The Walking Dead 2.11 – “Judge, Jury, Executioner”

Aquele momento em que aquilo que você queria ver acontecendo, de fato acontece… e você se sente mal por isso.

Antes de falar de como o grande momento do episódio (e um dos grandes momentos da temporada) foi triste, tenho que ser sincero: Dale meio que precisava morrer né. O personagem era um mala, estava enchendo o saco a temporada inteira com aquela cara de maluco e não servia pra muita coisa a não ser encher o saco do Shane. Ainda que ele estivesse merecendo sumir da série, a forma como as coisas aconteceram foram no mínimo chocantes (e sei que ele ainda está vivo nas HQs, o que mostra como a série já se tornou algo totalmente independente).

Engraçado como ele foi inútil a série inteira, mas bem no episódio que morreu, levantou uma questão interessante, que os roteiristas milagrosamente souberam dar o tratamento correto, o que fez deste um dos melhores episódios da temporada. Foi aqui que Dale mostrou porque ainda existia na série: ainda que fosse chatíssimo, ele estava desesperado para manter a humanidade no grupo e estava se apegando aos últimos resquícios que restavam de civilização ali para acreditar que, apesar de toda a devastação, o mundo em que eles estão ainda é o mundo que eles viviam antes.

Toda a discussão sobre matar ou não o garoto foi muito bem colocada e até a implicância de Dale fez sentido aqui, afinal, o moleque de fato não tinha feito nada pro grupo ainda e executá-lo, querendo ou não, significaria que aquela humanidade que todos no grupo estavam se segurando enfim foi embora. O episódio foi tão bom que até a Andrea fez alguma coisa relevante. Agora, falando em fazer alguma coisa, o fato do T-Dog ainda estar na série é a constatação de como ela é bem-sucedida: o cara deve estar ganhando um puta salário pra aparecer por 10 segundos todo episódio. E quando foi a última vez que ele falou alguma coisa mesmo?

Outra constatação é que no apocalipse zumbi de The Walking Dead, crianças são completamente estúpidas. O Carl está tipo aquela criança que faz alguma coisa boba e todo mundo ri, mas aí fica mais de três horas fazendo a mesma coisa e deixa de ser engraçado pra ser um pé no saco. Quando ele começou a mostrar esse amadurecimento precoce, eu achei bem legal, a evolução do personagem, essa mudança bem condizente com a história e tudo mais, mas admito… já encheu o saco. Ainda que tenha sido conveniente (afinal, impediu Rick de matar o cara), o que foi ele invadindo o celeiro e ainda falando pro pai matar logo o cara? Soou meio… MEGA-forçado demais. E aquela cena com a Carol? HAHA

Talvez porque o ator não é um Haley Joel Osment (quando era criança, lógico) da vida pra convencer com essa nova fase do personagem, mas acho que são as coisas toscas que ele faz mesmo. Sério… QUAL foi o sentido daquela cena imbecil dele mexendo com o zumbi? Ele olhou para o bicho todo maravilhado, pensei que ia passar a mão na cabeça do zumbi e ia começar um papo bacana com ele. A cena não faz sentido NENHUM, só serviu pro morto se libertar e matar o Dale no final, provando que crianças são idiotas num apocalipse zumbi.

Como eu disse, curti todo aquele debate deles sobre matar ou não o cara, porque afinal de contas, Dale tinha bons motivos para ser contra tudo aquilo e a conversa não foi ridícula como costuma ser quando querem colocar diálogos que tem qualquer profundidade na série. Além disso, apesar de não ter lá muito motivo para tanta brutalidade, Daryl torturando o moleque também foi ótimo. Me lembrou aquela série de pessoas perdidas da qual não citarei o nome aqui porque faço isso em todo review de The Walking Dead por algum motivo.

Provavelmente pela primeira vez na história da série, temos três episódios excelentes seguidos.Faltam só dois pra temporada terminar e agora, definitivamente, ela não pode capengar. Se bem que, agora que o único cara que tentava controlar a insanidade do povo ali morreu, difícil não empolgar…

Nota: 9

4 Responses to Review: The Walking Dead 2.11 – “Judge, Jury, Executioner”

  1. Diego disse:

    Esse episódio foi bem bacana mesmo…e confesso q tbm achei bem chocante qdo o Dale morreu (apesar de achar que ele tbm já estava enchendo MUITO o saco). E oq eu achei mais incrível foi a capacidade de um único zumbi abrir a barriga dele apenas com as mãos!!! Reparou nisso??? Mesmo que tenha sido com as unhas, mas esses zumbis são mto ninjas!!!

    Qto toda aquela discussão filosófica lá…realmente foi bem foda. Tbm achei bem foda o ponto de vista do Dale de manter a humanidade de todo mundo e talz…mas vendo por outro lado…não tinha outro jeito! Tbm não queria que o Randall fosse morto, mas seria perigoso demais deixá-lo vivo. O problema não é manter a humanidade do grupo e sim refazer a humanidade do outro grupo de 30 pessoas lá, pq se eles chegassem na fazenda com ctz começaria uma guerra fudida, e aí todo esse papo ia por água baixo. Enfim, isso é uma discussão que vai longe.

    O carl tbm já tá ficando mto estúpido. Juro que achei o episódio inteiro que ele ia matar o prisioneiro. E logo ele será um problema pra todos.

    Mas o ponto mais bacana meeesmo de todo o episódio, para mim, foi o Daryl. Não a parte da tortura, mas sim a parte que ele encontra o Dale semi-morto já. Por fora ele aparenta que não se preocupa com ngm, mas na hora do desespero deu pra ver bem quem era ele: ” Nãããão parceiro, aguente firme!!! Não morra” No fundo, no fundo acho q ele é a personagem mais humana da série. E para mim, a melhor.

    • Andreia disse:

      Quanto ao fedelho pensei a mesma coisa que vc. Que era ele que ia matar o prisioneiro. Pensei tb que ele ia dar um tiro bem na testa do zumbi, pegar gosto e virar um maniaco.

  2. Erikinha disse:

    Essa segunda parte dessa temporada fez reacender minha alegria de viver..pq na boa..não teve nenhum ep ruim!!!

    Nem preciso falar que a cena do Dale morrendo foi mega horrível…rolo até uma lagrima (mas é pq eu sempre tenho dó de velhinhos de bom coração!! osso)!!

    Enfim..ep foda…e pelos rumores que um fdp me mandou por email…tende a ficar mais foda ainda!!!

    PS: essa parte que vc escreveu “O Carl está tipo aquela criança que faz alguma coisa boba e todo mundo ri, mas aí fica mais de três horas fazendo a mesma coisa e deixa de ser engraçado pra ser um pé no saco ” me lembrou nosso amado amigo Mostarda!!!

  3. Capitão Óbvio disse:

    Só pra constar: o Dale já morreu a muuuuuuuuuuuito tempo na HQ. Ele foi mordido por um zumbi e capturado por uns caçadores canibais. Os caras comeram a perna dele, e se infectaram também. Dai a Andrea atirou nele, pra não fazer ele sofrer.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: