REVIEW: American Idol 11×08 – Hollywood Week Parte 1

 

Pipoca em mãos e vem se deliciar com a Hollywood Week. 

Para quem é marinheiro de primeira viagem, Hollywood Week funciona da seguinte forma:

Na primeira rodada os candidatos cantam à capella, sendo que por volta de metade dos candidatos será eliminado ao final da rodada. Então teremos a parte mais emocionante que é a Group Night recheada de conflitos e epic fails; e por último os candidatos sobreviventes irão se apresentar com a banda antes de passarem pelo último corte antes da Las Vegas round.

1ª Rodada

Johnny Keyser ficou tão confiante depois que os jurados o encheram de elogios durante a sua audição que ele acaba passando uma imagem de douchebag. Ele tem uma ótima voz com soul, mas assim como nos minutos finais de sua audição, ele exagera muito nas acrobacias vocais. Less is more people!

Heejun Han tem um dos tons de voz que eu gostaria de ter, mas ele fala e canta como se tivesse uma batata na boca e se apresenta como se estivesse no karaokê do bairro. Chama um fonoaudiólogo para trabalhar com ele que já resolve o maior problema do cara.

Elise Testone com todo seu bronzeado Jersey Shore-ish me encantou com sua voz meio rouca que casou perfeitamente com “Virtual Insanity” do Jamiroquai. Ótimo voz + Song Choises Awesome = WIN WIN

Baylie Brown fez um belo vocal de uma forma sem esforço aparente, enquanto Hallie Day

mostra um bom vocal, meio insosso e com bastante esforço.

Jen Hirsh está de volta, embora ninguém da produção tenha se dado o trabalho de nos lembrar que ela participou da competição na 9ª temporada e eliminada logo de cara em Hollywood. Vocal lindo, porém um pouco berrado na metade da música. She ain’t no Crystal Bowersox.

Lauren Gray continua me desagradando ao forçar sua voz. NÃO GRITA A MÚSICA!

Todos os 6 avançam.

Phillip Phillips tem o visual e uma voz distinta, mas ele aparenta estar tão nervoso e desconfortável sem sua guitarra que agora questiono seriamente se ele vai durar muito tempo. Em contraste temos Reed Grimm totalmente tranquilo esbanjando seu lado bozo. Sério, nunca pensei que falaria algo do tipo sobre um marmanjo de 26 anos, mas esse jeito criança e a cara de pura alegria no rosto dele é adorável. Meu único problema/preocupação com Reed é ele não ser levado a sério pelo público e jurados.

Travis Orlando está melhor se comparado a sua performance na primeira rodada de Hollywood Week do ano passado, embora ele cante bem seu vocal não se destaca e  faria qualquer um se esquecer dentro de cinco minutos.

Phillip e Reed avançam, enquanto Travis mais uma vez é eliminado.

Adam Brock tem uma ótima voz, mas é aquele tipo de voz que provavelmente faz com que qualquer música soe mais ou menos igual. E ele me lembra fisicamente do Danny Gokey, o que nunca vai ser um elogio vindo de mim.

Jane Carrey, aka filha do Jim Carrey, veio toda confiante que chegaria longe, mas daddy power não foi o suficiente para mantê-la na competição após um vocal fofo e genérico.

Shannon Magrane tem potencial, mas acho que a falta de experiência é uma das explicações possíveis para a aparente incapacidade de passar emoção através de seus vocais ou expressão facial. Como Simon Cowell diria, é o equivalente a comer agua no almoço.

David Leathers Jr cantando Celine Dion e com essa voz poderia facilmente me enganar e crer que era uma garota cantando. Cantou bem, mas puberdade tá de férias e nem sequer mandou cartão postal.

Jessica Phillips perdeu a oportunidade de continuar se destacando como uma cantora moderna como havia feito em sua audição. Foi uma homenagem bonita ao namorado, mas pelo menos fizesse mudanças que tornasse seu vocal mais relevante.

Pelo visto Erika Van Pelt vai ser a minha favorita da temporada, seus vocais são fortes e passam emoção, além de ter potencial para crescer.  E por algum motivo, toda vez que vejo ela, Kelly Clarkson me vem a cabeça.

Creighton Fraker vai ser uma dessas pessoas que vai me deixar dividido, gostei de sua audição inicial, mas cantar Queen com essa voz não me agradou em nada.

Aaron Marcellus foi um dos meus favoritos da Las Vegas Round do ano passado e adorei ver que ele decidiu tentar novamente. Fica aqui o meu PELAMORDEUS por um cantor R&B que não seja um jackass.

Adorável Lauren Mink, me explica o que você estava pensando ao escolher “Alone” (Heart)??? São raras as vozes que conseguem carregar essa música sem acompanhamento de uma banda e o resultado não poderia ser outro, vocal sonolento e sem paixão que somado ao nervosismo só poderia resultar em sua eliminação.

Jeremy Rosado fechou a noite com uma das músicas que já não suporto mais escutar e ainda fez um vocal genérico. Tem potencial se escolher músicas que combinem com seu tom de voz.

Drama da noite é cortesia de Symone Black, que desmaia e cai do palco depois de um belo vocal e um questionamento idiota do Randy. No final, não passava de falta de alimentação e hidratação.

Um bom episódio, meio entediante, mas vou relevar já que essa primeira rodada de Hollywood é sempre a mais morna em comparação as etapas seguintes.

Meus favoritos da noite foram Erika Van Pelt, Reed Grimm e Elise Testone.

One Response to REVIEW: American Idol 11×08 – Hollywood Week Parte 1

  1. Adorei. Post muito completo!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: