Smash – 1×01 – “Pilot”

Com quase um mês de antecedência, foi liberado essa semana no iTunes o piloto da grande aposta musical da NBC: Smash. Correspondendo às expectativas, a série veio como um alívio para aqueles que não aguentam mais ver a queridinha da Fox ser consagrada como a melhor produção musical da TV – oras, é a única! Ou melhor, era.

Mas esse é um texto sobre a nova série, que estréia oficialmente dia 4 de fevereiro, e não sobre Glee. As comparações limitam-se apenas no quesito musical, pois trata-se de produções bem distintas. Smash mostra os bastidores da produção de um musical da Broadway sobre o eterno ícone americano Marilyn Monroe. De um lado temos Ivy (Megan Hilty), a queridinha de um dos criadores do musical na disputa pelo papel de Marilyn. Do outro lado temos Karen (Katharine McPhee), a inexperiente atriz que mais se destacou nos primeiros testes de elenco. Enquanto a mediana Ivy, além de lembrar fisicamente a estrela americana, apresenta uma bagagem na Broadway em seu currículo, a morena Karen tem o talento a seu favor. Mesmo não se caracterizando como Marilyn (sempre vestindo roupas contemporâneas e com cabelos castanhos), a jovem atriz deixa os produtores de boca aberta sempre que solta a voz (e que voz!).

Se Karen é um destaque em Marilyn, The Musical, o mesmo pode ser dito sobre McPhee em Smash. Há algum tempo a cantora vem se arriscando em trabalhos como atriz, como já visto em CSI:NY e Community e, mais uma vez, McPhee deixou claro que a música não é a única arte que domina bem. A propósito, muito engraçada a irônica referência a American Idol na cena inicial do episódio, com a desastrosa audition de Karen cantando Somewhere Over The Rainbow, canção que curiosamente rendeu um dos melhores momentos da cantora no reality show (vídeo aqui!).

Por tratar-se de um piloto, é difícil saber o rumo que a série irá tomar, mas pelo que foi apresentado, ficou claro que a disputa entre as duas pelo papel de protagonista será uma das principais tramas da série. No quesito conflitos – afinal, todo drama requer conflitos – temos as vidas pessoais da co-criadora do espetáculo Julia (Debra Messing) e da produtora Eileen (Angelica Huston) como planos de fundo. A primeira encontra-se no meio de um processo de adoção, logo, em determinado momento a moça terá a difícil missão de escolher entre abandonar o projeto ou abrir mão do sonho de aumentar sua família. Já o divórcio de Eileen noticiado pela imprensa, mesmo com a produtora negando os boatos, é tido como uma grande ameaça ao financiamento da produção.
Com uma história bacana, um ritmo ágil,  uma produção competente e um elenco muito bem entrosado, Smash tem tudo para ser uma agradável estréia dessa safra. É torcer para que ela caia no gosto do público e não seja precocemente cancelada.

Dia 4 estarei revendo o piloto na estréia oficial. E vocês?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: