Review: The Walking Dead 2.07 – “Pretty Much Dead Already”

É claro que o mid-season finale de The Walking Dead ia fazer os roteiristas se esforçarem um pouco mais, pra conseguir manter o interesse de todo mundo até fevereiro de 2012, que é quando a série volta para o resto da temporada. Mas eu só não esperava que fossem mandar tão bem: finalmente um drama realmente relevante e de quebra, ainda fizeram neste episódio, o melhor e mais chocante momento da história da série até agora.

Antes dos elogios que eu tenho pra esse episódio, um rápido comentário geral sobre essa primeira parte da temporada: O maior problema de The Walking Dead não era que a série estava com pouca ação nesses sete episódios (ok, isso também já estava virando um problema), mas que estavam com o foco nas coisas erradas, discutindo questões que ninguém se importava. Como TODOS os personagens dessa série foram porcamente desenvolvidos, a gente não consegue se importar com nenhum deles (Já sabem a exceção né? Daryl, lógico), então o fato da Lori estar grávida, do Dale querer proteger a Andrea, Carol estar desesperada pelo sumiço de Sophia e puts, o próprio desaparecimento da garota não surtem efeito nenhum pra quem assiste aqui.Eu bocejava toda hora que falavam que iam sair procurando ela de novo. Sem contar que já se vão duas temporadas e a gente não conhece direito nenhum personagem, por isso que eu to odiando todo mundo atualmente. Além do Daryl, só o Carl tá ficando bacana, amadurecendo e tudo., fora eles… que morram todos. Agora, ao episódio.

Eu fiz questão de falar de novo sobre esse lance de focar em questões que não importam exatamente porque resolveram trazer uma questão relevante para a história, finalmente. Depois de deixar isso meio em segundo plano, deram um grande destaque ao questionamento que o celeiro de zumbis levanta: numa situação real, qual seria a realidade? Será que as pessoas que sobrevivessem teriam a coragem e o sangue frio de matar um familiar ou amigo transformado ou, caso tivessem como fazer o que Hershel fez, iam mantê-los escondidos, sem conseguir aceitar o que eles haviam se tornado e a realidade da situação? Ok, eles fizeram ótimas tentativas em estragar essa ideia legal, como naquela cena ridícula de Rick e Hershel pescando zumbi (e só deu pra ter noção do quanto isso era ridículo quando eles apareceram com os bichos diante de todo o grupo). Mas mesmo assim, o questionamento ainda foi válido. Curti aquela conversa entre Rick e Hershel sobre isso, se bobear foi um dos poucos diálogos que prestaram nessa temporada inteira.

Agora, lendo sobre o episódio por aí, levantaram uma questão no mínimo interessante: o Hershel tá todo desesperado pra expulsar a galera de lá, mas sério… POR QUE exatamente? Qualquer tentativa de justificativa que ele deu ali foi bem furada e sinceramente, eles nem ficam dentro da casa do velho, só montaram um acampamento feioso na parte de fora. Ah claro, isso baseado no que aconteceu antes do final do episódio. Independente de qualquer coisa, Hershel continua chatíssimo, afinal, como eu já disse, é difícil criar simpatia pelos personagens dessa série. Apesar disso, comecei a simpatizar com Maggie nesse episódio. Talvez porque ela finalmente deixou de ser só “a minazinha que o Glenn corre atrás”, pra se estabelecer mais como uma personagem de verdade. Todas as vezes em que ela não estava com o japa, mandou muito bem. Quando o casal se juntava, no entanto, era garantia de cena tosca, nem vou parar pra comentar aqui porque não merece.

Também optei por deixar de lado a tensão sexual entre Daryl e Carol (deve ser o casal mais desnecessário do mundo, sério… talvez faça mais sentido agora, que ela perdeu a filha) e qualquer coisa que Dale faz, já que ele tá desesperado pra alcançar o posto de personagem mais chato da TV. Sério, pra que ele fez aquele drama todo? Ele pretende ganhar o QUE exatamente confrontando o Shane? Acho legal que todo mundo ali acha que ele é o velho sábio, mas na prática, coitado, não serve pra muita coisa. Se aquela cena dele com o Shane tivesse sido cortada, sinceramente, ninguém ia sentir falta. Ignorando isso, só me resta falar do óbvio melhor momento do episódio… e provavelmente melhor momento da série.

Antes de mais nada, metade do impacto da cena foi quebrado para mim porque algum babaca estúpido soltou a imagem da Sophia como zumbi pelo Facebook e ela rapidamente se alastrou e lógico que eu acabei vendo sem querer. Então, para quem soltou isso por lá, que você sirva de banquete para 25 zumbis desesperados por carne humana. Voltando… o mais bacana dessa cena foi como, pela primeira vez em um bom tempo, tudo funcionou maravilhosamente bem na série: a tensão era insuportável, a direção foi excelente, a trilha sonora deu um tom ainda mais agoniante para tudo, muita gente se irritou com aquela explosão de Shane, mas putz, eu curti, se visse um amigo meu GUIANDO UM ZUMBI, eu provavelmente ficaria maluco também. Aquela cena dos zumbis saindo do celeiro e sendo detonados, um a um, foi simplesmente espetacular. A reação dos personagens, o rosto incrédulo de Hershel… só ali, o coração já estava saindo pela boca. Mas restava a última cartada: e mesmo sabendo do que viria, não deixou de ser um impacto absurdo…

Sophia, no final das contas, já tinha virado um zumbi e estava no celeiro. A revelação foi feita de uma maneira perfeita, com ela saindo lentamente do celeiro e a reação de cada um sendo mostrada. Seria absurdamente forçado se achassem ela viva e ótima, comendo Doritos em alguma casa abandonada, mas mesmo sabendo disso, não deixa de ser admirável a coragem dos roteiristas em fazer isso que fizeram. Primeiro pela tragédia absurda que acaba de se abater no grupo, com uma criança virando zumbi. Depois, porque nós ficamos SETE EPISÓDIOS esperando pra essa filha da mãe aparecer e quando aparece, já morreu. E mesmo assim, não teve como não gostar da cena. Como eu disse, foi legal ver como tudo deu certo, até nos mínimos detalhes: Shane estava insano, mas quando viu quem era, não conseguiu ter a coragem de atirar (o questionamento, lembra?). Pra completar uma cena simplesmente perfeita, Rick toma a frente e, no que deve ser uma das cenas mais destruidoras que vi esse ano, dá um tiro certeiro em Sophia, livrando-a do sofrimento e jogando-o em cima do grupo, que testemunhou cada segundo disso.

Um final trágico e um clima melancólico encerraram essa primeira parte da 2ªtemporada de The Walking Dead e, convenhamos, não poderiam ter encerrado de maneira mais perfeita. Eu sei que dia 12 de fevereiro, data que a série volta nos EUA, vão voltar junto com esse clima triste as novelas paralelas e insuportáveis que estão rolando, mas eu espero mesmo que sejam inteligentes o suficiente para mantê-las no lugar que elas merecem, como um mero segundo plano. Agora quero ver como os personagens vão lidar com essa tragédia e pra onde eles vão (porque bom… agora convenhamos que Hershel tem um motivo pra expulsá-los né).

Já disse várias vezes isso e bato na mesma tecla de novo: eles tem um ótimo material em mãos, que é a HQ de Robert Kirkman. Ok, a história já saiu completamente da linha, mas o que custa usar um pouco mais das ideias dali? Acho que mereceremos mais desse drama de estar num apocalipse zumbi, como foi muito bem mostrado nesse episódio, e menos draminha familiar, como mostraram durante a maior parte dessa temporada. Vai… aguentamos essa gente procurando a Sophia por sete semanas, o que custa fazer uma série realmente excelente? Ficamos na esperança. Até porque depois do final desse episódio, não tem como evitar a ansiedade.

Nota: 8

3 Responses to Review: The Walking Dead 2.07 – “Pretty Much Dead Already”

  1. Jefferson Rodrigues disse:

    Finalmente fiquei empolgado a assitir o proximo ep da serie novamente. Fazia tempo em que um ep. de TWD me fizesse ter varias reacoes distintas ao mesmo tempo, isso me anima para a segunda metade da segunda temporada voltar o quanto antes.

    PS.: Otimo texto Marcelo, so nao concordei com a nota dada, que no caso para mim, seria um 9.

  2. meyer22 disse:

    É.. Esse episódio foi foda mesmo… Sabia que eles iriam fazer um episódio cabuloso pra deixar todo mundo ancioso para o retorno da temporada. Por isso, quando vi para download, já botei pra baixar em formato avi pra assistir na televisão e fui fazer uma boa pipoquinha =D

    E foi um excelente episódio, me lembrou dos bons tempos da primeira temporada. Nota 9.

  3. Will Takaezu disse:

    Eu já tinha ficado de tanto saco cheio com a enrolação que fizeram com o desaparecimento da Sophia que fazia uns 4 episódios que eu pensava “é bom ela estar realmente morta, sendo torturada por um sadico ou andando feliz como zumbi”. Mas damn, quando vi ela saindo do armazém fiquei num choque e com um remorso tão grande de ter desejado esse fim para ela…
    Pior foi ter visto o Talking Dead desse episódio e o Norman Reedus (Daryl) dizendo que ele e a garotinha que fazia a Sophie eram super amigos e que ela considerava ele seu namorado…

    Agora é esperar fevereiro e ver se a série volta awesome ou se vai pra geladeira da minha watchlist

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: