REVIEW: American Idol 10.37 – Top 3 – Eliminação

Home sweet home.

Os episódios de eliminação do Top 3 são como um especial de Natal ou um clássico da Disney dos anos 80 e 90, aqueles que são regados a momentos família, músicas e lágrimas, onde todos os sonhos (ou quase todos) são realizados.

E começamos a jornada para casa com a minha dark horse favorita.

Awn… Chora não Haley (significando, chora muito minha filha que tú mereceu chegar ai).

Momento “WTF, sai da minha TV diabo”, Il Volo, um trio de adolescentes italianos que cantam ópera.

Sério, que coisa mais estranha foi essa minha gente? Não sabia se dava risada, se chorava de medo ou se exorcizava o meu laptop.

Hora da visita do garoto sono e suas adolescentes fogosas.

Gente, nunca vou entender essas meninas que começam a chorar feito loucas só de ver a pessoa… Enfim, melhor momento foi a reação do Scotty ao ver o Josh Turner aparecendo no palco.

Nicole Scherzinger mamando nas tetas da máquina Idol enquanto ainda pode, já que será a apresentadora do The X Factor.

É nesses momentos que sou eternamente grato ao inventor do botão mute e de fast forward.

Hora da pequena Lauren voltar para casa e já no caminho ela já está em lágrimas.

Awn… Que vontade de abraçar a Lauren quando ela começa a chorar ao ver a destruição em sua cidade pelos furacões das ultimas semanas.

Caramba, apareceu MUITO mais gente no show da Lauren do que do Scotty e da Haley…

Eliminação

Ah dang it, estava torcendo por uma finale só com as garotas…

Após as apresentações na noite anterior eu havia ficado com a impressão de que Haley acabaria passando à frente de Lauren nas votações, mas o fato é que meu Idolmêtro esteve quebrado boa parte da temporada e não seria na última eliminação que ele voltaria a funcionar.

Desde a 4ª temporada do programa, nunca um participante me transformou de um grande hater para um fã devoto (talvez James, mas nem se compara).

Considero meu “relacionamento” com a Haley como uma relação de amor e ódio e amor novamente. Adorei sua audição e suas performances em Hollywood, a odiei do Top 24 ao Top 11 e voltei a amá-la do Top 9 em diante.

Bendita seja a semana Elton John e “Bennie & The Jets”, performance que me agarrou e nunca mais me soltou.

Haley certamente não teve um caminho fácil na competição, sofreu com a falta da formação de uma fan base, normalmente definida nas primeiras semanas dos live shows e acabou constantemente entre os menos votados mesmo com ótimas performances como “Rolling In The Deep” e recebendo duras e injustas criticas dos jurados. Aliás, Haley é tida por muitos como a participante mais injustiçada pela produção/jurados em todos os anos de programa, recebendo pouco background sobre sua vida e pouco apoio do programa se comparado aos demais.

Enfim, Haley passa a ser uma das raras coisas que não tornaram essa temporada um completo desperdício de tempo.

E agora, o melhor sing off da temporada.

Palminhas para a Haley.

E gente, que Top 2 é esse? Nunca vi um Top 2 tão brochante e nunca cheguei numa final sem torcer por alguém, é a primeira vez que eu quero que se exploda seja lá quem ganhar o programa.

BTW, a partir de hoje, Siobhan berrando em “Living For The City” deixará de ser meu toque de celular e dará lugar para o “BENNY BENNY BENNY AND THE JEEEETS” da Haley.

*Créditos dos vídeos demarcados: MJSBIGBLOG

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: