REVIEW: America’s Best Dance Crew – “Week 4: Katy Perry Challenge”

Dando sequência à Season of The Superstars, essa semana o palco foi tomado por pavões e ETs, refletindo toda a vibe bizarra da sensação pop do momento, Katy Perry.

Phunk Phenomenon deu início às performances da noite com a missão de fazer uma roleta humana, remetendo à cidade tema da música (Las Vegas). Pontos para a crew por investir na criatividade ao incorporar uma historinha de casamento na routine. Gostei muito do breve footwork no início da apresentação, fazendo bater aquela dor no peito pela precoce eliminação de FootworKINGz na semana anterior. Em geral, foi uma ótima performance. Um pouco mais contida em relação às anteriores, mas a música, de certa forma, pediu esse rítimo mais calmo. O que me desagradou um pouco foi terem saído do palco ao final. Tenho um sério problema quando a crew decide sair do palco e cercar a mesa dos jurados. Na maioria das vezes parece bajulação, salvo algumas excessões como, por exemplo, Fanny Pak (Get Ur Freak On) e Blueprint Cru (Funhouse). [vídeo]

IaMmE trouxe a minha performance favorita da temporada até o momento. Não é de hoje que sou fã dessa crew mas essa apresentação só fez aumentar minha admiração pelo grupo, que recebeu a música e missão mais WTF da temporada: ao som de Peacock, o grupo precisava incorporar um pavão humano em sua routine. Tudo indicava o fracasso, não fosse o brilhante potencial criativo do grupo, que fez com que o desafio foisse executado de forma admirável, explorando melhor o palco, se arriscando em vários estilos distintos (vogue, popping), mas sem deixar de lado o brain bang que a crew sabe fazer de melhor. Destaque para a sequência de popping, tendo continuidade em um siga-o-mestre tão WTF quanto a própria música. [video]

787 Crew tem apresentado uma considerável evolução, principalmente se levarmos em conta a desastrosa primeira semana no grupo. Mas, ainda assim, não creio que a crew esteja tão bem ao ponto de merecer estar competindo nessa temporada. Os jurados amaram a performance e se derreteram em elogios devido à participação do membro que se machucou no começo da temporada e está em uma cadeira de rodas. Eles souberam aproveitar muito bem a situação para executar o desafio (simular uma montanha-russa), porém, se deixarmos a cadeira de rodas de lado, o que vimos foi uma coreografia preguiçosa, com os dançarinos mal distribuídos pelo palco e com excesso de poses entre os movimentos. Definitivamente um dos piores da noite. [vídeo]

ICONic Boyz, sem sombra de dúvidas, é a laranja podre do programa. Não somente trazem a apresentação mais boring da noite e a pior executada como também fazem com que os jurados comecem a brigar por algo que não tem cabimento. Concordo com a critica de D-Trix ao dizer que, se fosse uma crew com caras de 20 anos, eles não estariam lambendo a bunda dos garotos com inúmeros elogios. E é verdade. Isso ficou claro pela réplica de Lil Mama, que se acabou em elogios pelos garotos, como uma forma de tentar amenizar o trauma possivelmente causado após o balde de água fria de D-Trix. Discordo quando dizem que o grupo é clean. Os slow-mo estão aí para provar que não somente não são clean, como também a sincronia é praticamente nula entre os membros da crew. Não fosse a bieber feever, a eliminação seria certa após uma routine tão água com açúcar. E aquela parede humana? O que foi aquilo? [vídeo]

Instant Noodles teve o fardo de ficar com o hino de Kate Perry e a missão de simular a explosão de fogos de artifício durante a routine, o que me decepcionou muito pois imaginava que o grupo seria capaz de fazer algo muito melhor e mais criativo do que acabaram apresentando. A performance teve seus momentos interessantes de bboys e humor (vide a sequência de ballet ao som do violino), mas estão longe de estar no nível de grupos como Super Cr3w e Quest Crew. Um bom começo seria trabalhar nos movimentos para que eles ficassem mais limpos. Aí é só colocar a cachola para funcionar e elaborar routines mais desafiadoras. [vídeo]

Street Kingdom trouxe a apresentação mais emocionante da noite. O fato de estarem no bottom two só ajudou para a performance ficar mais energética. Ao som de E.T., o grupo explodiu nossas cabeças ao transformar o palco em um espaço caótico, elétrico e desesperador, o que casou perfeitamente com o estilo do grupo (krump). A construção da nave humana no meio da música com aqueles jogos de luzes foi o ápice da noite, tornando aquele o momento em que ele gritaram a todos pulmões que essa não é a semana da crew pegar a bandeira e voltar para casa. [vídeo]

ReQuest foi o grupo da vez a se despedir precocemente do programa. Foi uma verdadeira pena, pois a ótima performance que vimos nessa noite serviu para mostrar que os americanos não sabem votar, eliminando uma crew com um grande potencial criativo e com ótimas dançarinas. Mesmo trazendo uma routine extremamente limpa e tendo uma breve trajetória consistente na competição, é fato que essa não foi a melhor performance do grupo, mas, ainda assim, continua superior à melhor performance de crews como ICONic Boyz ou, até mesmo, Instant Noodles. Destaque para a simulação de ondas e a sequência com as garotas deslizando deitadas no chão. [vídeo]

Soundtrack da Semana

Phunk Phenomenon – “Waking Up in Vegas”
I aM mE – “Peacock”
787 Crew – “Hot n Cold”
ICONic Boyz – “Teenage Dream”
Instant Noodles – “Firework”
Street Kingdom – “E.T.” featuring Kanye West
ReQuest – “California Gurls” featuring Snoop Dogg

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: