Review: Survivor Redemption Island S22E05 – “We Hate Our Tribe”

O jogo continua!

A saída definitiva de Russell do jogo, na semana passada, foi um momento bem marcante para esse começo de temporada, no entanto, como sabemos, o jogo não pode parar e as coisas continuam bem interessantes em Survivor Redemption Island acredito que teremos que esperar até a merge para assistirmos jogadas incríveis, mas situações pequenas como a desse episódio, com certeza, vão influenciar muito mais tarde na competição.

Começamos o episódio com a sempre interessante Arena da Redemption Island, dessa vez são Kristina e Matt que se enfrentam. Volto a reclamar da chatice das provas da Arena, já disse e repito: NÃO QUERO VER DESAFIOS COM PUZZLES NA REDEMPTION ISLAND, EU QUERO VER SANGUE!

Até que a prova do puzzle de pedras gigantes deu pra dar uma agoniada em que estava assistindo, no entanto, ainda não é o que eu esperava ver na Redemption Island. Mais uma vez Matt ganha o desafio, continua no jogo e mostra que está louco para voltar para o jogo e se vingar de Boston Rob e dos seus lacaios. O que foi legal no desafio foi ver Matt chorando sua revolta com B. Rob, que ficou apenas ouvindo e sorrindo. Torço para Matt conseguir voltar para o jogo e acabar com a raça do B. Rob, mas acho pouquíssimo provável.

Outra coisa interessante foi Stephanie e Krista sugerindo uma parceira com Boston Rob na pós-merge, já que elas deixaram claro que estão sozinhas no jogo e que odeiam Zapatera. Stephanie é demais, esse jeito evil dela me faz querer que ela seja escalada no futuro para um Survivor Heroes Vs. Villains 2, porque essa mulher precisa ser valorizada na competição.

Enquanto isso em Ometepe, Phillip continua sendo irritante e nojento com sua cuequinha rosa. Curti muito ver a Ashley dizendo que odeia o Phillip e que se fosse por ela, ele teria sido eliminado na semana passada. Por falar nisso, a Ashley sempre solta umas pérolas em relação ao Phil que são de fazer a gente perder o fôlego de tanto rir. Falando na Ash, preciso comentar que essa mulher é de fazer qualquer cara abrir mão do prêmio de um milhão de dólares, viu!

As coisas começam a caminhar para uma aproximação no jogo entre Andrea e Phil, já que Andrea ainda tenta superar o trauma do blindside de Matt e que está contando com o retorno da sua “amizade colorida” para a competição. Além disso, Andrea demonstra que não suporta ficar andando com Ashley e com a Garota Bonita nº 2 porque elas são muito superficiais e não se preocupam. Tão vendo? A Andrea é uma mina super cabeça!

Agora que se livraram do Lord Voldemort (aka. Russell), Zapatera é praticamente um retiro da igreja e todo mundo é feliz, se ama, se elogia e acredita que o mundo é perfeito. Entretanto, para tudo ficar ainda mais bonito no mundo o pessoal de Zapatera acredita que precisam se livrar das Comensais da Morte, também conhecidas como as Stephani e Krista. Odeio Zapatera! Odeio quando querem se livrar dos vilões que movimentam o jogo!

A Reward/Immunity Challenge foi ótima, gostei bastante da dinâmica da prova e precisamos comentar umas coisas que deu pra perceber nele. Uma coisa é que muita gente falou e eu não tinha dado muita atenção, mas Sarita é a comandante de Zapatera, ela deu as ordens antes da prova e todo mundo saiu acatando, mesmo que no final ela tenha se arrependido muito de suas escolhas. Preciso prestar mais atenção na Sarita!

Zapatera acaba perdendo vergonhosamente o desafio, já que Sarita escolheu que Steph no lugar de David para montar o puzzle e a Comensal da Morte nº 1 foi péssima em todo o desafio. Independentemente do desempenho dela, uma coisa foi épica: Stephanie torturando Ralph durante o challenge. Demais!!

Por causa da derrota algumas faíscas começaram a surgir em Zapatera, mas nada muito empolgante por enquanto, só David zangadinho com Sarita porque ela não o colocou para resolver o puzzle.

Com a derrota os votos de Zapatera são óbvios: Steph ou Krista. Então nem precisamos tentar nos alongar falando sobre as estratégias de voto, já que elas estavam bem delimitadas, agora era só esperar e tentar descobrir em quem Zapatera ia votar. Na Tribal Council me surpreendi apenas com uma pessoa: Krista.

Confesso nunca ter entendido Krista durante o jogo, sempre achei ela muito apagada e não entendia o porquê dela ter se juntado a Russell e Steph, já que ela parecia ser tão boazinha e angelical. No entanto, na Tribal Council, Krista mostra que não é esse ser vegetativo que a edição deixou aparentar, ela acaba falando coisas muito importantes e abrindo o olho do pessoal de Zapatera que pregam essa “união para sempre” e “paz no jogo”, mas que irão conhecer o inferno quando tiverem que começar a eliminar seus aliados.

Senti falta de um maior air time para a Krista, mas pelo menos ela vai embora deixando muitas reflexões para Zapatera. Como disse, odeio Zapatera, então não queria ver Krista indo embora, mas, infelizmente, era inevitável. Agora sem Krista Zapatera vai ser uma espécie de “Everybody Hates Stephanie”, porque a coitada está sozinha no jogo, só mais uma derrota e certamente ela será o alvo de sua tribo.

Nos resta saber quanto tempo Krista conseguirá sobreviver na Redemption Island. Será que ela vai conseguir derrotar Matt na Arena? Será que Stephanie sobrevive até a merge? Será que acabou a paz em Zapatera?

Semana que vem a gente tenta encontrar resposta pra essas perguntas!

Sobre Aécio Rocha
.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: