Review: Southland S03E10 – “Graduation Day”

Muito orgulho mesmo dessa season finale de Southland. Um episódio que deixou claro que essa é a melhor série policial da televisão na atualidade (e não aceito opiniões em contrário).

Caramba, que orgulho dessa série! Eu acompanhei as duas primeiras temporadas de Southland e, claro, me impressionei com o que estava vendo, sabia desde o começo que a série tinha um potencial para se diferenciar de todas as outras do gênero e foi isso que ela fez nas suas duas primeiras (e curtas!) temporadas, mostrou que era diferente. Em seu terceiro ano Southland cresceu ainda mais, dando um salto gigantesco na qualidade dos seus episódios e garantindo facilmente um lugar entre as melhores séries da temporada. Não acredita? Então dê uma chance para a série.

“Graduation Day” foi uma season finale para fã nenhum botar defeito, do tipo que conseguiu encerrar com excelência todas as histórias trabalhadas ao longo da temporada e deixar todo mundo ansioso para a volta da série em seu quarto ano. O episódio foi incrível, de longe um dos melhores da série e que, com certeza, deve virar um “clássico instantâneo” para aqueles que acompanham a série.

A parceria entre Dewey e Chickie está de volta e dessa vez os dois passam o episódio todo tentando resolver os problemas causados por Denise, uma crackwhore que não parava de se meter em confusão. Duas coisas muito curiosas nessa história da Denise, primeiro que foi o que garantiu as gargalhadas durante o episódio, já que aquela briga que ela teve com aquele chinês/japonês/coreano foi digna de ser um hit no Youtube. Outra coisa é que essa foi a primeira vez, nesse três anos, que vimos Dewey demonstrar estar preocupado com alguém e que, apesar da não colaboração da prostituta, ele não conseguia deixar de ajudar a moça. Muito bacana essa história!

Esse final de temporada serviu para que Sammy colocasse um ponto final na história da terrível morte de Nate. Depois de muito sofrimento, muitas lágrimas e de uma tentativa falha de matar o tal do Leprechaun, Sammy agora se vê, mais uma vez, frente a frente com o assassino. Leprechaun havia sido atingido por um tiro no meio de uma confusão entre gangues e estava dando seus últimos suspiros, Sammy, em uma das cenas mais sutis e fortes do episódio, fica repetindo o nome de Nate várias vezes no ouvido de Leprechaun, para que essa seja a última coisa que ele em sua vida.

Uma cena fortíssima, com uma carga dramática de arrepiar qualquer um. Acho que era isso que faltava para Sammy seguir em frente, quer dizer, acho que isso já seria o suficiente, mas ainda temos o nascimento do filho de Sammy, o que ajuda a fazer o detetive perceber que estava na hora de recomeçar uma nova vida. Nada melhor que o nascimento de uma criança para simbolizar um recomeço e ter colocado o nome do filho de “Nathaniel” só confirma essa ideia.

Sammy resolve sair da área de investigação, largando o cargo de detetive e voltando a ser um policial de patrulhas, passando inclusive a treinar os ingressantes na policia. Uma coisa bem interessante de se ver, afinal de contas era Nate quem comandava as investigações e Sammy sempre acabava sendo muito instintivo e explosivo, características essas que irão fazer dele excelente para o trabalho nas ruas.

A paz e “miguxice” entre Lydia e Josie parece ter chegado ao fim. Tudo estava ótimo entre as policiais até Josie descobrir que Lydia estava dormindo com seu filho Rodrigo. A relação das duas fica tão complicada que é meio incerto tentar dizer se elas irão mudar de parceiros, se Lydia vai terminar o namoro com Rodrigo ou se tudo vai acabar bem entre elas. Essa confusão é uma pena, já que estava adorando conferir a dinâmica entre as duas, fiquei triste quando colocaram a Ochoa pra substituir o Russell, mas agora já acho ótimo ver as duas trabalhando juntas.

No entanto, NADA no episódio se compara a história de John e Ben. Primeiro, com a história do menino tatuado apontando uma arma imaginária para a cabeça de John. É muito triste imaginar que tipo de vida aquele garoto deve ter e o quão cruel e violenta é a vida nos ghettos americanos, além disso, é duro imaginar quantas vezes ele viu alguém apontando uma arma para alguém para ficar repetindo daquele jeito.

A cena da perseguição (a melhor cena de ação da série!) foi brilhante. Ben mostrou que não é mais apenas um boots e que já é um policial completo, infelizmente a gente percebe isso ao ver a triste situação de John. Cara, o John era um modelo pra todo e qualquer policial do mundo e agora se tornou um viciado em medicamentos, fisicamente inválido e, com certeza, uma vergonha para a classe policial.

John que ensinou Ben a nunca deixar de prestar auxílio a seu parceiro e COMO QUE ELE SOME NA HORA QUE BEN MAIS PRECISAVA DA AJUDA DELE?

A cena da luta entre Ben e o mexicano é brutal e com uma violência extrema. Tudo fica ainda mais preocupante ao saber que John não estava nem perto para ajudar o boots no seu último dia de treinamento. Pra completar ainda assistimos o mexicano despencando de cima do prédio em uma cena nada menos que chocante.

A briga depois entre John e Ben foi um dos melhores momentos da temporada. Ben finalmente diz tudo que todos nós queríamos falar para John e obriga seu parceiro a entrar numa clínica de reabilitação. Ben sempre respeitou John e, claro, sempre se imaginou um dia sendo um policial como John, no entanto, agora estava se deparando com um policial que nem ao menos conseguia se levantar direito. È Ben, todos nós te agradecemos por ter ajudado a resolver o problema de John!

A temporada se encerra de uma forma brilhante e deixa todo mundo torcendo para que a TNT decida logo se vai ou não renovar Southland para uma quarta temporada. As chances são grandes para essa renovação e caso isso não ocorra, já me prontifico parar torturar eternamente o CEO da emissora.

Foi um prazer comentar Southland com vocês, uma pena saber que a ela é tão esquecida pelos fãs de séries e acho que nós, fãs da série, temos o trabalho de tentar divulgar o seriado aos nossos conhecidos, afinal de contas é um crime saber que Southland tem poucos fãs e não fazer nada a respeito!

Sobre Aécio Rocha
.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: