Review: Southland S03E08 – “Fixing a Hole”

Um episódio ruim?

Southland ao longo dessa sua terceira temporada conseguiu a façanha de acertar em praticamente todos os seus episódios. É só dá uma conferidas nas minhas reviews antigas e dá para perceber que, em minha opinião, a série merece elogios episódio após episódio. Mas como todo mundo tem o direito de errar uma vez na vida, acho que “Fixing a hole” foi o episódio menos interessante (leia-se: mais chato!) dessa temporada.

Não, o episódio como um todo não foi um fiasco, tenho ótimas coisas para falar do desenvolvimento do Sammy, mas no resto, os casos de Ben & John e Lydia & Josie foram bem chatinhos.

Uma coisa excelente no episódio foi que finalmente vimos Sammy cara a cara com o assassino de Nate. Ao longo de todo esse tempo, Sammy não pensava em nada além de se vingar pela morte do seu parceiro, Nate, e depois de uma curta investigação, Sammy logo descobre quem foi quem era o assassino e onde poderia encontrá-lo.

A fúria de Sammy impressiona, palmas para Shaw Hatosy que está brilhante na série, impossível não se envolver com o luto e a sede de vingança do personagem, tanto que a única coisa que eu conseguia pensar ao assistir a cena em que Sammy estava com uma arma apontada para a cabeça do assassino era “Atira, atira, atira!!”. No entanto, Sammy não conseguiu matar o cara, não conseguiu tirar a vida do homem que matou seu melhor amigo e seu parceiro, Nate.

Acredito que aquele papo do cara ter dito que agora estava levando uma vida direita porque tinha uma família para cuidar e um filho prestes a nascer, acabou mexendo com Sammy que, como vimos, estava fazendo as honras de marido e pai para os Moretta. Teria sido esse o motivo para Sammy não ter acabado com a vida do cara? Ou teria Sammy percebido que matar seu inimigo seria se afundar ainda mais nesse buraco que ele estava tentando consertar?

Pra mudar um pouco de ares, a história de Josie e Lydia foi bem (muito!) desinteressante. Acho que a única coisa que chamou atenção foi que as duas parecem estar cada vez mais próximas e depois de muito se desentenderem, pela primeira vez, parece que essas duas resolveram mostrar seu lado BFF. Fora isso, o caso foi totalmente dispensável, aquela testemunha bêbada era um pé no saco e foi uma pena elas terem perdido tanto tempo com uma história boba como essa.

A falta de ligação com o último episódio de Southland me incomodou um pouco. Queria ter visto a Lydia mencionando algo sobre o Russell já que no episódio passado ela estava tão revoltada e decepcionada com seu ex-parceiro, que esperava que uma continuação dessa história fosse nos render cenas excelentes neste episódio. Torcer pra que não deixem essa história de lado nessa reta final da temporada!

Apesar do desfecho interessante (para não dizer chocante!), o caso do Jonh e do Ben também não me prendeu como deveria. Essas histórias de crianças sendo possíveis vitimas de pedófilos cretinos são sempre garantias de prender a nossa atenção, entretanto, a obsessão de John em resolver em proteger aquele garoto de abusos que aparentemente não existiam, teve um desenvolvimento meio estranho.

Bom foi ver Ben acreditando no seu parceiro e apesar de tudo indicar o contrário, continuou investigando o caso ao lado de John e assim descobrindo que, de fato, o garoto estava sendo abusado e que o pedófilo havia se suicidado. Cada vez mais John prova que é um excelente policial e que bom que Ben realmente reconhece isso!

A relação que essa história de abusos sexuais teve com a infância de John foi algo impressionante.  Agora finalmente conseguimos entender o porquê de John odiar tanto seu pai. Sabíamos que ele havia estuprado a irmã de John, mas descobrir que o cara havia estuprado e matado uma namorada de John foi de deixar qualquer um em estado de choque. Que barra foi essa vida do Officer Cooper!

Pra terminar, Mariella resolve se mudar, vender sua casa e se afastar de Sammy. Uma ótima decisão, já que ela estava se envolvendo totalmente com Sammy e isso ia acabar em problemas. Mas me preocupo agora, já que eram os Moretta que estavam dando apoio para Sammy e fazendo ele tocar a vida adiante. E agora, o que será de Sammy que não terá mais ninguém ao seu lado? Só peço uma coisa: Sammy, se afaste da Tammi!!!

Apesar dessas boas histórias, o episódio ainda acabou sendo o mais fraco da temporada. Só que como deu pra perceber, até os episódios ruins de Southland têm coisas interessantes. Agora que estamos tão pertos da season finale vamos torcer para ótimas coisas virem pela frente e para não termos mais episódios como este.

Sobre Aécio Rocha
.

One Response to Review: Southland S03E08 – “Fixing a Hole”

  1. @ZePicelli disse:

    Realmente, esse foi um episódio bem morno. Maior perda de tempo esse caso da Lydia e Josie/Rosie (sério. Ainda não decorei o nome dela). Episódio foi valeu a pena por John e Sammy.
    John é meu personagem favorito (pelo menos até o momento) e essas revelações sobre seu passado só deixam ele ainda mais incrível. Pô, até a namorada dele sofreu com seu pai?

    E Sammy? E SAMMY?! Passei metade do episódio com a mão na cabeça inconformado com o que vimos na cena de abertura. Que bom que ele não puxou o gatilho. Ele estava a um passo de se tornar definitivamente o tipo de homem que ele mais detesta no mundo, mas graças ao bom Deus sua consciencia falou mais alto e ele fez a escolha certa. O que não gostei de ter visto, apesar de ser provavel que acontecesse, foi Mariella decidindo morar com os pais. Pobre Sammy, espero que não volte para CrazyT.

    PS. Vou criar uma premiação só para indicar Shawn Hatosy.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: