The Amazing Race 18.01 – “Head Down and Hold On”

Chegou a hora de calçar os tênis, pegar sua mochila e vir se aventurar com o The Amazing Race.

Reunindo competidores de temporadas anteriores (Temporadas 12-17, conheça eles aqui) para uma segunda chance pelo prêmio de 1 milhão de dólares.

Em Palm Springs – Califórnia, num lugar que remete a um deserto, começará nossa jornada ao redor do mundo.

O bom e velho Phil Keoghan está de volta e logo avisa aos veteranos que o Express Pass (beneficio que permite pular qualquer tarefa que não desejem ou consigam completar, o que pode salvar a dupla de uma possível eliminação) está de volta ao jogo como prêmio para o a dupla que chegar em 1º lugar nesta primeira etapa.

Outro anuncio é que a primeira pista não está em cima de suas bagagens como todo inicio de temporada. Desta vez, as duplas devem correr por um campo repleto de aviões de papel com diferentes companhias aéreas e desvendar qual o avião certo apenas com a dica “Queensland and Northern Territories Area Services” – QANTAS (companhia aérea).

As 8 primeiras duplas que desvendarem a dica e entregarem o avião de papel certo à Phil, estarão no primeiro vôo que chega ao destino 1h30 antes do segundo vôo. Como se isso não bastasse, a última dupla a entregar a pista terá uma penalidade, o U-Turn (o que obriga a dupla a realizar ambos os desafios do Detour).

Mel & Mike e Zev & Justin são as primeiras duplas a conseguirem sua primeira pista e a descobrirem que seu primeiro destino é Sydney, Austrália.

Eventualmente, Gary & Mallory, Kisha & Jen e Amanda & Kris são os únicos ainda em campo tentando achar o avião de papel correto e acabam presos no segundo vôo. Mas é o casal sem sal aka Amanda & Kris que acabam recebendo a penalidade por serem os últimos a conseguirem sua pista. UFA, por questão de segundos Gary & Mallory não recebem essa penalidade.

Mas como em The Amazing Race tudo é imprevisível e pode mudar de rumo quando se menos espera, eis que a Lei de Murphy entra em ação.

O primeiro vôo contendo 8 duplas, acaba precisando fazer uma parada de emergência em Honululu por causa de um passageiro que teve um ataque cardíaco, fazendo com que o segundo vôo consiga uma considerável liderança.

Uma vez na Austrália, as duplas devem pegar o metrô e uma balsa para chegarem à Oceanworld, onde encontrarão a próxima pista.

Todos chegam ao Ocenaworld sem maiores problemas, exceto os cowboys Jet & Cord que de alguma forma conseguem perder tanto o metrô quanto a balsa.

Para o primeiro RoadBlock (tarefa que apenas uma pessoa de cada dupla deve completar), essa pessoa deve entrar em um tanque repleto de peixes, tartarugas, arraias gigantes e tubarões (ou seja, meus piores pesadelos reunidos em um único desafio), procurar por bússola e usá-la para desvendar sua próxima pista escondida em um conjunto de bandeiras.

Mallory é a primeira a realizar toda a tarefa, enquanto Amanda sofre para descobrir qual é a pista escondida nas bandeiras, enquanto Kisha e Amanda decidem unir forças para terminarem o trabalho mais rápido, assim como Margie e Jaime, que continuam com a aliança que fizeram durante sua temporada.

Minha musa gótica Vyxsin tem problemas dentro do tanque para encontrar sua bússola e retornar à superfície, e acaba tendo crises de pânico dentro da água. Outra dupla que tem problemas no desafio são os cowboys, que por nada desse mundo conseguem desvendar a pista escondida nas bandeiras.

Uma coisa que me surpreendeu logo nesse primeiro RoadBlock foi a falta de espírito competitivo que as duplas tiveram, Flight Time & Big Easy nem se deram o trabalho de tentar desvendar a frase por trás das bandeiras, ao invés disso, simplesmente perguntaram a Zev & Justin, que simplesmente deram a resposta com a promessa do retorno do favor. Ron & Christina e Mike & Mel também decidiram ajudar Margie & Luke e Jaime & Cara dando-lhes a frase necessária para a próxima pista. Eu quero sangue gente, não essa coisa de vamos nos ajudar.

Para conseguir sua próxima pista, as duplas devem velejar seguindo um caminho marcado por bóias e recuperar sua próxima pista que está presa em uma bóia gigante no meio do mar. Tarefa fácil o bastante, com apenas Jaime & Cara perdendo o controle do veleiro, que acaba virando.

Como todos já estão exaustos e apenas entrando no modo corrida novamente, nada melhor do que chegar ao Pit Stop e descansar, certo?

Gary & Mallory são os primeiro a terminarem a etapa e ganham o Express Pass (YAAAY!!), mas Phil logo avisa que eles continuarão a correr e lhes entrega sua próxima pista, o que deixa Mallory feliz e confusa ao mesmo tempo, e aparentemente sem compreender que ela não precisa fazer a usual entrevista pós chegada ao Pit Stop, até que Phil basicamente manda ela fechar a boca e mandá-la correr para manter a liderança. – Ah Mallory, como eu senti saudades…

Os demais times vão chegando ao Pit Stop e Jet & Cord continuam sem compreender o que estão fazendo de errado para desvendar a pista por trás das bandeiras do RoadBlock.

Kent & Vyxsin chegam em 10º lugar e respiram aliviados com a noticia que continuam na corrida, e mais felizes ainda ao saberem que a primeira etapa ainda não acabou. Tanta alegria que leva Kent a dar uma palmada na bunda do surfista que estava junto ao Phil recebendo as duplas… Gente, que raios de casal Kynt & Vyxsin são? Até a Vyxsin é mais homem do que ele sendo feminina. (Nada contra, só fico curioso pra saber como esse namoro funciona… rs).

E assim encerramos a ótima premiere do meu primeiro caso de amor com os reality shows.

Confesso que esse primeiro episódio me deixou muito mais animado do que as estréias das duas últimas temporadas. (Se eu ignorar a Claire sendo atingida na cabeça com a melancia, claro… hehe – Video)

O que acharam? Gary & Malllory mereceram ganhar o Express Pass? Acham que os cowboys ainda têm chances do grande buraco em que se enfiaram?

Até a próxima semana.

4 Responses to The Amazing Race 18.01 – “Head Down and Hold On”

  1. Aécio Rocha disse:

    Vocês sempre comentam tanto TAR que resolvi me render ao reality show essa temporada e não é que essa season premiere foi super bacana.

    O ruim de não ter assistido as temporadas anteriores é não saber o background da maioria dos competidores, mas ainda bem que aquele teu post serviu pra me tirar algumas dúvidas.

    Enfim, curti bastante o episódio. Maio cretinice do PLANETA essa tal de Lei de Murphy interferindo nos voos e o avisão da galera perdedora chegando mais cedo que o do pessoal que se deu bem na primeira prova. Porra, eu jogava aquele cara que estava tendo um ataque cardiaco lá de cima do avião, mas não tinha nada que ia fazer eu me atrasar. Ahh e outra coisa: COMO ASSIM QUE A GALERA É TÃO PAZ E AMOR ASSIM?

    Maior identificação quando tu disse “Eu quero sangue gente, não essa coisa de vamos nos ajudar”. SANGUE GALERA, não essa paz de ajudar o coleguinha de competição. Tomara que esse pessoal fique mais sanguinário no resto da competição e que esse espirito de boa vizinhança seja só no começo da temporada.

    Kent & Vyxsin são o casal mais estranho desse planeta. Sem mais!

    Aposto que os Cowboys irão ficar eternamente naquela desafio de descobrir a frase correta, daqui a uns 20 anos os dois ainda estarão lá tentando desvendar o tal do enigma. Que burrice essa deles, viu?!

    O começo de temporada foi legal, mas ainda não deu de me identificar com ninguém. Por enquanto acho que vou torcendo pelas cheerleaders ruivas só porque elas são as bonita da competição, espero que ela sejam mean e ordinárias porque é sempre alegria torcer pra gente desse jeito.

    Já tô ansioso pelo próximo episódio!

    • Picelli disse:

      Maior felicidade vê-lo comentando TAR conosco, né Giro?

      Cara, Jamie e Cara são hilárias. Não sei quanto ao Giro, mas eu curtia MUUUUITO a dupla. Elas, principalmente a Jamie (ou seria a Cara? Enfim, é a que mais fala nos depoimentos) é muito comédia. O que ela tem de hotness, ela tem de “gentileza” e bitchness. Sério. É muito engraçado ver o desespero dela no carro, com aquele jeitinho educado de falar GO GO GO! PLEASE, MAKE IT FASTER! WE’RE IN A RACE! GO GO GO! hahaha
      Pena que ela parece ter sofrido alguma doença (talvez mental) e está com essa magreza toda.

      Meu, o melhor do episódio foi o retorno de Mallory! E ela voltou com tudo! Rachei o bico com o “You’ve been to Kentuchy before. You know we don’t lie there”! hahaha Sem contar as caras e bocas dela em cada início de prova. O entusiasmo dela é muito contagiante!

      O goth couple é bem interessante também. Ainda não conhecia mas acho que vou acabar indo com a cara deles.
      Quem eu quero que saia da competição é o pai e filho escritores. Sério. O pai podia ficar com ensolação e MORRER e sair da competição. Puta dupla chata, Jesus credo!

      Sobre querer sangue, eu também compartilho esse desejo, MAS temos que admitir que é início de competição e, querendo ou não, já rolou um indício de sangue com o pessoal não ajudando a todos. A panelinha cheerleaders e Marge+Luke já era de se esperar, mas acredito que eles se unam e virem as costas para todo o resto.

      Quanto aos cowboys, foi muito estranho vê-los tão atrás. Logo eles que sempre se destacavam nas provas na temporada anterior que haviam participado.

      E Giro, maior massa a prova do tanque! Fique sussa que, se um dia formos, eu farei esse tipo de prova.

      Que venha o próximo episódio!

  2. Bruno Ladeira disse:

    No geral,acho que foi uma boa season premiere.Li os comentários anteriores,e “sólamento” pelo Aécio,que não viu as temporadas anteriores,alegando estupidamente,que Jet e Cord são burros…
    Não gostei da vitória de Gary e Mallory,porque não simpatizo,sem mais,a Mallory parecia uma retardada mental no episódio…
    Quanto ao companheirismo dos competidores,não digo nada,pois nunca torço para acontecer um U-Turn,pq a equipe que toma nunca se recupera,mesma coisa com a speed bumb…
    Que seja ! Acho que talvez Amanda e Kris possam ficar em ultimo por causa do U-Turn,mas nessa corrida tudo pode acontecer…

    • Picelli disse:

      Cara, não teve uma temporada que alguém sofreu um Speed Bump e voltou? Acho que “nunca se recupera” é meio extremo para falar..mas concordo que é muuuuito difícil conseguir.
      Se não me falha a memória, Michael e Kevin conseguiram sobreviver o speed bump depois de receberem uma chance na etapa anterior quando eles chegaram por último mas não foram eliminados. Mas convenhamos, foi bem boqueta aquela prova deles tendo que ficar não sei quanto tempo sentados no gelo.

      Os cowboys podem ser meio dumb as vezes mas não podemos negar que eles são beeeem espertos, né? Aécio precisa é tirar o atraso e ver as últimas temporadas para ver como essa dupla é boa! hahaha

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: