Review: Southland S03E07 – “Sideways”

Qual o preço de uma amizade?

Posso acabar virando repetitivo, mas não tem como não começar essa review sem dizer que Southland está cada vez mais interessante e que é um grande orgulho estar acompanhando essa que é uma série tão esquecida pelos fãs de séries. Então só pra ratificar: Southland está excelente!!

Se Dewey e Chickie estavam um pouco afastados nos últimos episódios, “Sideways” já começa com os dois em uma cena de perseguição arrepiante e que acaba tendo um fim bem trágico, uma velhinha é atropelada pelo carro da patrulha que se deslocava em altíssima velocidade. A agonia de ter que esperar praticamente todo o episódio pra saber o que havia acontecido com a velhinha foi sensacional.

Acho que facilmente, na maioria das outras séries policiais, um acidente tão trágico como esse teria tido a sorte de acabar bem e sem grandes consequências para os policiais envolvidos no ato. No entanto, estamos falando aqui de Southland, a série que não cansa de fugir de clichês e logo descobrimos que a velhinha morreu ali mesmo na rua, estirada no chão enquanto Chickie tentava desesperadamente salvar a vida da velhinha e sua carreira policial.

Sempre adorei a Chickie e gostei da atenção que foi dada a ela nesse episódio, faltava uma história bem dramática assim para essa personagem e espero que ela seja bem mais relevante nesse fim de temporada. Foi muito triste ver Chickie se questionando sobre o seu desempenho como policial, triste mesmo.

A cena dela conversando com John foi emocionante. Ao mesmo tempo em que, pela primeira, vez descobríamos qual a história de vida por trás da sempre simpática Chickie, éramos também inseridos na tentativa da personagem de entender o porquê de ter virado uma policial. Uma tragédia tão grande como o atropelamento de uma pedestre foi o suficiente para fazer com que Chickie questionasse totalmente sua vida, mas ainda bem que temos John com toda a sua sabedoria para dizer as coisas certas e que precisavam ser ouvidas por Chickie.

Falando em John, a participação dele e Ben nesse episódio foi um pouco mais reduzida, já que eles acabaram sendo ofuscados pelos dramas dos outros personagens. De qualquer forma ainda assim foi interessante ver o quão excelente é John naquilo que ele faz. A forma como o caso deles se desenvolveu foi bem bacana e serviu como uma crítica a falta de atitudes dos agentes da policia que poderiam resolver as coisas, ajudando a comunidade com mais facilidade, se não tivessem que enfrentar toda uma papelada e burocracia para resolver as coisas.

John sempre mostrando que Ben ainda tem muito a aprender com ele!                              

E o Sammy? Que sofrimento esse o dele, viu? A necessidade que ele está tendo de encontrar logo o cara que matou Nate começa a mexer com a cabeça dele. Ver que ele não conseguiu identificar o assassino de Nate naquele lineup foi o suficiente para percebermos que Sammy está apenas querendo ter um foco, alguém para culpar e se vingar pela morte de Nate, mas nem de longe ele está conseguindo ser racional quanto a isso. Está tão fora de si que vai atrás do maior encosto da sua vida para pedir ajuda, também conhecida como Tammi, ou seja, as coisas estão complicadas para o pobre do Sammy.

Ah e nem tem como deixar de comentar o envolvimento que começa a acontecer entre ele e a viúva do Nate. Tinha ficado muito na cara que isso ia acabar acontecer, até mesmo pela presença constante de Sammy na casa dos Moretta, mas agora é esperar para ver se essa aproximação dos dois é só efeito da saudade/solidão falando mais forte ou se, de fato, os dois estão interessados em ficar juntos, o que acho improvável.

Por fim, temos a triste situação de Lydia. O caso do cara baleado durante o tiroteio e a forma como Lydia cuidou tão bem dessa história foi bem interessante. O que ficou claro pra gente é que não sabemos até onde é verdade ou mentira aquela história que Lydia contou para tentar convencer o cara a se despedir da namorada dele. Acho que ela não mentiu e que, de fato, perdeu o seu grande amor em um tiroteio, provavelmente isso contribuiu muito para ser essa mulher e essa policial tão forte como é hoje.

Mesmo com toda essa força, Lydia se viu em uma situação muito, mais muito complicada. Ter sido afastada do seu emprego, virado motivo de piada entre policiais e ter visto toda sua reputação sendo jogada no ralo por algo que ela não cometeu foi algo muito triste para a personagem. Mas nenhum sofrimento chega aos pés da decepção que foi, para Lydia, ter ficado sabendo que foi Russell, seu melhor amigo e ex-parceiro de profissão, quem vazou as fotos da investigação daquela celebridade que foi brutalmente assassinada.

Russell é um tremendo de um filho da mãe e o pior de tudo é ver que ele nem está tão arrependido assim, já que como ele mesmo disse “meio milhão de dólares ajuda a deixar as coisas mais fáceis”. A gente consegue sentir toda a decepção, a raiva e o choque nos olhos de Lydia nessa cena, que se viu sendo enganada por uma das pessoas que mais confia nessa vida. Não só enganada, mas viu também sua carreira virando um caos pela ganância de Russell. Isso é o que eu chamo de uma apunhalada no coração!

A maior crueldade de tudo isso é que, como sempre, Southland nos leva a refletir sobre o quão real é essa situação vivida por Lydia e Russell. Seria mentira dizer que existem pessoas que deixariam qualquer amigo de lado pela chance de conseguir meio milhão de dólares?

Um excelente episódio para pensarmos em várias coisas, mas acima de tudo para refletirmos sobre as altas doses de hipocrisia que vemos todos os dias. É isso é Southland, mais uma vez, dando uma aula de como ser uma excelente série semana após semana.

Sobre Aécio Rocha
.

One Response to Review: Southland S03E07 – “Sideways”

  1. @ZePicelli disse:

    “A maior crueldade de tudo isso é que, como sempre, Southland nos leva a refletir sobre o quão real é essa situação vivida por Lydia e Russell. Seria mentira dizer que existem pessoas que deixariam qualquer amigo de lado pela chance de conseguir meio milhão de dólares?
    Um excelente episódio para pensarmos em várias coisas, mas acima de tudo para refletirmos sobre as altas doses de hipocrisia que vemos todos os dias. É isso é Southland, mais uma vez, dando uma aula de como ser uma excelente série semana após semana.”

    Palmas. Sério. É nisso que Southland se diferencia das maioria das séries policiais “procedurals”. Além de sair do senso comum, vez ou outra chega ao fim instigando nossa reflexão.

    O melhor de Lydia, definitivamente, é quando vemos seus dramas, o que chega a ser curioso, afinal, gostamos muito dessa personagem, mas gostamos mais ainda quando ela está sofrendo.rs Paixão eterna por Regina King.

    E JOhn? E JOHN? Seu jeito fechado e cuzão com Ben quando seu vício vira pauta das conversas nos dá motivos o suficiente para odiá-lo, porém, são discursos como esse que ele deu para Chickie, ou até mesmo atitudes que ele toma, como a com o trailer abandonado, que nos fazem de certa forma relevar seu problema com drogas e pensar “isso que é exemplo de ser humano”.

    Por falar em Chickie, EU QUERO MAIS TEMPO DE TELA PARA ELA! Que ódio do descaso que a galera tem com a personagem! No final da temporada passada tivemos uma grande oportunidade para se aprofundar um pouco mais em seu perfil, mas foi disperdiçada (me refiro ao drama que ela vivia com ninguém mais dando créditos para ela como policial, sendo que foi ela quem capturou SOZINHA o “estuprador-policial”. Graças ao cancelamento da série, essa história não teve continuação. O mesmo acontece aqui. Tivemos a oportunidade de ver um pouco mais da moça, mas no episódio seguinte, nenhuma apariçãozinha relevante se quer da policial.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: