REVIEW: HIMYM 6.11 a 14 – The Mermaid Theory, False Positive, Bad News, Last Words

Hello, children! Tentei evitar mas não teve jeito: mais um combo de How I Met Your Mother. Mas fiquem tranqüilos, isso não significa baixa qualidade da série, afinal, ela tem se recuperado muito bem nessa temporada.

The Mermaid Theory – Apesar de não ter mantido o nível cômico do anterior, o episódio 11 foi um presente para todos aqueles que ficaram com um gostinho de quero mais ao término de Little Minnesota. Mesmo não sendo tão awesome quanto o episódio do bar, foi muito bem-vinda essa trama de Robin e Marshall tentando se conhecer melhor. Sem contar a teoria da sereia apresentada por Barney.

Já Ted… pobre Josh Radnor. Quando o Ted do “passado” tem uma trama um pouco mais complexa interessante, eis que decidem investir no Ted do futuro/presente. Muito interessante ver que Bob Saget serviu mais do que apenas um narrador mecânico. Aliás, a confusão que ele fez com a história de Barney e Lily foi awesome em vários aspectos.

Primeiro que adoro essa confusão ao contar histórias. Isso me remete ao subestimado episódio do “último cigarro”, em que Ted do futuro esquece de mencionar que, naquela época, eles costumavam fumar. Assim como ele havia esquecido de incluir a história do bartender Doug nas várias narrações anteriores referentes ao bar. Segundo porque é sempre delicioso ver a química entre Barney e Lily – quem não se fica todo coração de manteiga ao se lembrar de Lily ajudando Barney a decidir a se declarar para Robin em Do I know You? – Além do mais, TIVEMOS LILY GRÁVIDA! LILY ALDRIN GRÁVIDA DE MARSHALL ERIKSEN! Será que ela está grávida do bebê Totally ou da garotinha Freakin`? Meu, nunca foi me esquecer aquela discussão pós casamento sobre um novo sobrenome em Something Blue.

E Ted com o vestido verde? É TheGoatFeelings all over again! =D

False Positive – Em três palavras: “Barney Favorite Things”. Sério, Neil Patrick Harris não precisa mais provar para ninguém que atingiu o nível Jeremy Piven de coadjuvante de comédia. Essa imitação de Oprah foi sensacional! Uma pena ele não ter sido  reconhecido até o momento pelas grandes premiações. Essa cena junto com o Top 10 imitando o Letterman e o monólogo de como Jesus inventou a Three Days Rule são minhas cenas favoritas do ator na série. Mas seria injustiça demais resumir False Positive apenas a essa cena. Todas as tramas se mostraram interessantes e satisfatórias. Até Ted não pareceu avulso e desnecessário. Pelo contrário. Sua participação foi fundamental para fazer seus amigos confrontarem seus objetivos de vida e expulsá-los da zona de conforto.

Ted não apenas fez Barney se tornar mais próximo de seu lado humano, mas também ajudou Robin a resgatar sua paixão pelo jornalismo mas, principalmente, serviu de consciência para Lily e Marshall que surtaram com a possível gravidez.

Bad News – Já esse episódio foi um mix de felicidade e desconforto. Não pela revelação bombástica do final, mas mais pelo seu infeliz título que, casado com a contagem regressiva iniciada logo na primeira cena do episódio, já preparava o telespectador por uma notícia nada agradável.

Por mais que a contagem regressiva tenha inteligente e bem elaborada (era algo que eu esperava ver em uma produção como Community, por exemplo), acredito que ela tenha servido como uma distração. A história que decorreu pelo episódio não foi lá das mais interessantes e bem elaborada para ser difícil deixar de fixar os olhos na tela. Por momentos eu estava mais interessado em adivinhar onde estaria o próximo número do que na história que estava sendo contada. Sem contar que eu já esperava que a má notícia fosse algo totalmente inesperada, não relacionada ao plot principal (a fertilidade de Marshall).

Mas, graças a Deus (ou seria graças a Thomas e Bays) o momento da má notícia trouxe o momento mais triste da série, com Lily dizendo ao marido que seu sogro havia falecido após um ataque cardíaco. Essa cena, junto com o término do noivado do casal na primeira finale da série, é um dos momentos mais cruéis de se assistir em HIMYM.

Curiosidade: vocês sabiam que essa última cena foi gravada uma única vez e tanto Alyson Hannigan quanto Jason Segel não sabiam qual era a má notícia? Pouco antes de gravar a cena, informaram Alyson qual seria a notícia e Jason só descobriu com a gravação em andamento. Mais emocionante ainda, não?

Last Words – Depois de um final arrebatador, por dias torci por um episódio mais focado no drama quase quase nada de comédia. Talvez pelo fato de eu ter desejado demais um episódio dramático que seguisse a linha do final do anterior, acabei quebrando a cara. As piadas, em sua maior parte, não me agradaram, exceto Robin traficante (“Carregador de tomada ou usb?”).

O desafio de Barney com Ted de fazer Marshall rir foi meio fali e todo o drama em torno das últimas palavras do senhor Eriksen beiraram o sono. Sério, ninguém percebeu que, durante a revolta toda de Marshall fora da igreja com o celular na mão, a mensagem da secretária eletrônica ainda não havia terminado? E o cliffhanger de Barney decidindo procurar seu pai pareceu meio artificial no meio de tudo isso. Por mais que o momento fosse totalmente propício a isso, algo me incomodou.

E vocês, o que acharam desses últimos episódios? Contando os dias para o retorno de HIMYM ou acham que a série não tem feito por merecer?

One Response to REVIEW: HIMYM 6.11 a 14 – The Mermaid Theory, False Positive, Bad News, Last Words

  1. Não tenho nem o que dizer. Essa série é a melhor comédia da atualidade!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: