REVIEW: American Idol 10.04 – Nashville Auditions

Somente uma coisa define as audições em Nashville…

HELL TO THE EFFING NO!!!

Christine McCaffrey – 27 – “I Hope You Dance” (Lee Ann Womack): O que esperar de uma mulher de 27 anos que tem voz de um desenho animado? Não muito, certo? Certíssimo!!!

Essa criatura entra cantarolando Deus sabe o que, algo que provavelmente deixaria meus cachorros loucos se eu não estivesse assistindo isso com fones de ouvido.

Certamente deixou o Randy dawg irritado, que duvidou que Christine estivesse sendo séria.

Obviamente TODOS os jurados deram um “Não” para a moça, mas ao sair e ser questionada por Ryan, a criatura diz a mãe que recebeu a aprovação do Steven Tyler. Tipo, além de cantar muito mal e ter uma voz irritante, aparentemente ela é surda também. Pobre criatura… tsk tsk

Os próximos a enfrentarem os jurados são o ex-casal Chelsee Oaks e Rob Bolin, que se conheceram quando Rob a chamou ao palco para cantarem um dueto, desde então viraram namorados até que o relacionamento foi para o inferno. E detalhe, eles ainda moram juntos… Detalhe nº2, Chelsee arrumou outro namorado. Detalhe nº3, Rob aparentemente ainda está apaixonado por ela…

Rob & Chelsee – “To Love Somebody” (Bee Gees): Putz, que dueto lindo, ambas as vozes se complementam tão bem. Queria ter escutado um pouco mais desse dueto.

Steven diz que às vezes, as maiores paixões resultam de desentendimentos.

Obviamente ambos possuem ótimas vozes, mas não custa nada escuta-los separadamente.

Rob Bolin – 23 – “What’s Going On” (Marvin Gaye): Uita, voz rouca!!! Voz rouca!!! Ahhhhhhh, voz rouca comigo está virando quase uma droga das boas, quanto mais vozes roucas na competição, melhor…

Os vocais soam como se não requeressem qualquer tipo de esforço, e ainda é possível sentir aquele algo a mais especial na voz.

Chelsee Oaks – 23 – “The Story” (Brandi Carlile): Ótima escolha de músca, voz bonita e forte, mas não gostei muito do começo. E posso ser chato?

Pra mim, só consigo escutar a Brandi Carlile e a Lacey Brown (12º lugar na temporada passada – Provavelmente sou um dos poucos que gosta dela) cantando essa música… É uma daquelas músicas que a voz da pessoa tem que ter aquele algo diferente na voz, como a Lacey tinha.

Os jurados, provavelmente numa tentativa de reunir os dois, mostram que preferem os dois cantando juntos e mandam ambos para Hollywood.

E o momento mais AWKWARD ever é quando o Ryan fala pro atual namorado da Chelsee dar os parabéns pro Rob… #Weird

Allen Lewis – 26 – “Simple Man” (Lynyrd Skynyrd): Roqueiro aparentemente durão que grita, grunhe e se contorce durante a música. Recebe os comentários negativos dos jurados, mas se mostra bastante gente boa e até filsofa dizendo basicamente que não era o destino.

Stormy Henley – 19 – “Tiny Dancer” (Elton John): Stormy foi Miss Teen USA em 2009, mas que quer ver até onde apenas seu talento vocal a levará.

Os vocais são OK, nada de interessante ou especial, um tanto genérico até.

Steven quer que ela solte mais a voz e decide dar mais uma chance (é bem obvio que ele quer é outra coisa dela… hehe); JLo diz que ela não é boa o bastante e dá um não; E mesmo achando que ela não é boa o bastante, Randy não resiste ao beicinho e charminho da Stormy e dá outra chance a moça.

Pra quem queria passar baseado apenas no talento, nem hesitou em usar sua beleza pra seguir na competição hein… #JustSaying

Adrienne Beasley – 22 – “American Honey” (Lady Antebellum): Adrienne é negra adotada por pais brancos quando tinha apenas 2 anos. Mora e trabalha na fazenda junto com seus pais adotivos e quer recompensá-los por terem dado a ela um lar.

Aee, finalmente uma mulher negra cantando country bem (estou olhando pra você Hayley Vaughn, isso é como se deve cantar country bem) e fugindo do habitual clichê R&B.

Não tenho certeza se essa música fez muitos favores a ela, mas ainda assim é possível ver que tem algo na voz dela que chama a atenção.

O próprio Steven não consegue dizer exatamente o que ela tem de especial na voz, mas fica bastante impressionado.

Com certeza, uma das candidatas que devemos ficar de olho em Hollywood.

O melhor de tudo é a Adrienne ligando pro pai avisando a boa noticia, e ele preocupado com quem vai pagar a passagem dela para Hollywood.

Kameela Meeks – 28 – “Sweet Thing” (Chaka Khan): Doloroso define essa audição totalmente gritada. Kameela, veja e aprenda com uma antiga competidora do Idol, Lisa Leuschner. Assistiu? Apredeu? Okie dokie, agora vaza. (BTW, essa foi a única performance que a Lisa fez no palco do Idol, dá pra acreditar?)

Steven diz que ela precisa praticar, mas Randy detona a moça dizendo que foi um desastre total e quase implora para que ela desista. O publico agradece essa dica do Randy.

Jackie Wilson – 28 – “Until You Come Back To Me” (Aretha Franklin): Hmm, vocal grande e forte, porém não muito original em minha opinião…

Algo na voz dela não me agradou. Mas o que é minha opinião, se todos os jurados aplaudem a moça e dizem que ela deu seu primeiro show.

E o momento mais WHATAFUCK do dia vai pra Jackie, quando ela começa a comemorar com seus pais, ou assim todos pensávamos. De repente, ela dá um beijo no coroa que muitos, incluindo o Ryan, pensavam que era o pai da moça. Hehe

LaToya “Younique” Moore – 26 – “When I Close My Eyes” (Tamara): Mais uma fame whore garota humilde que pensa que já é uma estrela. E detalhe, ela traz para os jurados seu próprio CD. OK então querida…

E com uma voz tão irritante quanto a da primeira moça com voz de desenho, ela é estraçalhada por Randy, que diz que sua voz é muito irritante e faz um barulho parecido com um gato sendo estrangulado.

Bitch não acredita que não vai para Hollywood e começa a cantar novamente durante sua saída e para perto da porta, esperando que os jurados mudem de idéia.

Ultimamente não tenho escrito sobre aqueles combos mostrando cantores super rápidos, mas esse cara me chamou tanta atenção, que vou escrever sobre ele.

Paul McDonald – 25 – “Maggie May” (Rod Stewart): Babei totalmente por esse tom de voz meio indie, um tom que não me lembro de ter escutado antes em lugar algum.

Não foi perfeito, Paul aparentava estar nervoso, mas ainda assim um dos melhores deste episódio sem duvida alguma. Rezo muito para que mostrem mais dele em Hollywood.

E muito obrigado pessoal da edição do programa, por mostrar um bando de losers / fame whores, mas mostrar menos de 10 segundos em um candidato realmente talentosos e interessantes.

Matt Dillard – 27 – “You Raise Me Up” (Josh Groban): Yay, ta tocando Kris Allen cantando “Falling Slowly” durante o video de introdução do Matt.

Enfim, a historia dele é que a família adotou mais de 700 crianças ao longo de 23 anos e agora ele espera poder ajudar ainda mais sua família a cuidar das crianças.

É meio que aquela família que mostraram uma vez no Caldeirão do Huck… hehe

O cara vai vestido como um daqueles caipiras de filme antigo que ainda passa na Sessão da Tarde, e por isso pensei que ele iria cantar algo country. Viu, nunca julguem um livro pela capa.

Não é um vocal original, mas ele tem uma boa e pura voz, tem um certo quê emocional na voz dele que gostei, poderia surpreender com as músicas certas.

JLo não fica convencida e diz não, Randy dá um sim bem pequeno e Steven, que ficou em duvida, decide dá-lo mais uma chance.

Lauren Alaina – 15 – “Like We Never Loved At All” (Faith Hill): Loirinha country que começou a cantar por incentive da prima, essa mesma prima teve um tumor no cerebro e Lauren fez uma campanha para arrecadar dinheiro e ajudar no tratamento.

E lá vem as lágrimas, é bom a gente ir se acomodando a ter uma historia triste e deprimente em todo final de episodio.

Ótima voz pop/country, bem comercial, se Kara ainda estivesse no painel de jurados, com certeza escutaríamos algo como “pacote completo”.

Baseado nesse episodio bunda, a melhor voz da noite sem duvidas.

Geez, os jurados tão babando muito em cima dela, provavelmente vai ser uma daquelas candidatas que começam a competição com tudo, mas que o publico acaba se cansando dela de tanto que os jurados e os produtores vão ficar dizendo que ela é uma frontrunner.

Aff, e depois de ser aceita para Hollywood, Lauren arrasta a família toda pra dentro da sala e começa a cantar “I Don’t Wanna Miss A Thing” com o Tyler.

E para nos incentivar ainda mais, vemos uma gravação do Steven comentando ao final do dia que eles já encontraram a ganhadora (aka. Lauren).

Posso ir lá vomitar e já volto?

Ela é uma boa cantora e provavelmente uma boa menina, mas toda essa edição tentando nos obrigar a pensar que ela é a melhor candidata ever já me fez gostar menos dela…

E aí pessoal, o que acharam desse episodio? Estava bom demais para termos um terceiro episódio fantástico.

E a cada episodio que se passa, mais e mais me convenço de que os produtores querem que alguém jovem e que de preferência cante música country vai acabar ganhando a competição. E isso me preocupa, e muito.

Bom, como não tem muito do que escolher, os melhores da noite foram Rob, Paul, Adrienne e Lauren.

Até a próxima.

One Response to REVIEW: American Idol 10.04 – Nashville Auditions

  1. Pingback: Tweets that mention REVIEW: American Idol 10.04 – Nashville Auditions « Ritual de Séries -- Topsy.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: