Review: The Big Bang Theory e Modern Family – A temporada até agora

Sim, eu sei, reviews-combo, falando de últimos episódios num geral e pior, com duas séries no mesmo post, é uma coisa mais cretina do que falar que coisas estranhas acontecem numa ilha perdida porque ela é a rolha que segura o mau do mundo. Mas agora que as séries vão começar a voltar de seus hiatos de fim de ano, isso surge como uma necessidade, já que minha vida finalmente se acalmou do turbilhão de coisas que aconteceu no fim do ano passado (mil coisas que não precisam ser listadas aqui), hora de se redimir e fazer meu trabalho, falando dos últimos episódios de The Big Bang Theory e Modern Family, que foram exibidos no ano passado.

E, apesar de ambas continuarem duas das minhas grandes diversões de toda semana, suas novas temporadas caíram numa zona de conforto e não querem mais sair… difícil dizer se isso é preocupante.

Esse review fala dos episódios 2.08 a 2.10 de Modern Family e 4.05 a 4.11 de The Big Bang Theory.

Primeiro, falemos dos nerds. Depois de explorar terreno novo ao colocar uma garota para interagir com Sheldon – vou precisar falar assim, porque nem dá pra falar que são namorados né – The Big Bang Theory… empacou. A série está boa, continua divertindo e por isso mesmo, não trouxe mais nada de novo. As situações estão bacanas e nos últimos episódios, parece que os roteiristas lembraram que a série vive além do Sheldon, mas mesmo assim, estão caindo num sério problema: ver a série está virando algo apenas rotineiro, daquele tipo de coisa que se faz automaticamente, não fico contando os dias para o próximo episódio porque não tem nenhum motivo pra isso.

Fora esse problema, não tem o que reclamar. As piadas nerds continuam com uma criatividade admirável e a adição de Bernadette como personagem fixo foi um dos grandes acertos da série até então, a garota é bem mais engraçada do que parecia. A tão esperada Amy Farrah Fowler, no entanto, continua sendo qualquer coisa pra mim. A ideia de uma garota igual Sheldon parecia ótima mas foi como se tivessem pegado toda a descrição do personagem e jogado no colo da atriz com a ordem “é isso que você tem que fazer”. Ela não tem nada de diferente, é, literalmente, Sheldon de saias, então não tem porque perder tempo se importando com ela quando o verdadeiro Sheldon está lá, interpretado brilhantemente por Jim Parsons.

Outros grandes acertos foram as participações especiais. Não a de Will Wheaton, porque essa piada também já deu no saco, mas as de Elisa Dushku, que conseguiu o feito de deixar até Leonard engraçado (a tentativa de sedução dele pra cima dela foi excelente) e Keith Carradine, como o pai de Penny, renderam ótimos momentos, ambos se deram muito bem com comédia. Fora isso, só destaco mesmo o último episódio exibido, com a turma se vestindo de Liga da Justiça no Natal (momento que já entrou na lista de momentos clássicos da série). Eu, que sempre odiei o romance de Leonard e Penny, fiquei com pena do nerd naquele final.

Se The Big Bang Theory continuar assim, não vai ser exatamente ruim, já que a série continua com boas piadas e ainda diverte. Mas não sei se dá pra ficar muito tempo sem dar uma mexida que mude algo ali. Porque agora está bem legal… mas até o fim da temporada, pode acabar cansando…

_________________________________________________

E uma das melhores coisas do fall season no ano passado (a melhor, talvez), veja só, se encontra quase na mesma situação. Talvez por ter menos tempo de vida que a série dos nerds, Modern Family ainda demore um tempinho pra cansar, mas o problema da “zona de conforto” é o mesmo. A comédia continua com ótimas sacadas, os personagens continuam divertidos e únicos cada um a seu modo e o climinha “série de família” sempre surge no final pra dar o ar da sua graça. Isso nunca foi ruim pra série, mas o fato de estar virando algo tão constante pode fazer perder a graça com o tempo.

Mesmo assim, é impossível não adorar Manny e sua crise de idade, Phil chorando com as filhas no carro ou o pai de família espirrando perfume num funcionário de shoppng. Alias, ele continua sendo uma das melhores coisas da série, junto com as crianças. Agora, quem infelizmente vem perdendo toda a graça é Cameron e Mitchell. As atuações continuam excepcionais, mas putz, é uma história mais desinteressante que a outra, chega a ser revoltante. A visita da mãe de Cameron? BORING. Aquela dança no shopping? BORING². Lily está mordendo as pessoas? BOOOOOOOOOOOORING!

Sério, estão pisando na bola feio com esses dois. Diferente do que está acontecendo com Gloria. Sofia Vergara fica numa tênue linha entre o engraçado e o caricato irritante e está conseguindo dominar isso com perfeição, só melhorando a cada episódio. Gargalhei alto com ela sacando a arma do nada pra estourar a boia de Manny – tipo, WTF? – e desesperada quando Jay vai para cirurgia – “I WILL NEVER FORGET YOU JAY!”. Atriz sensacional, agora que Jane Lynch já ganhou o seu, a Academia bem que podia reconhecer Vergara com um Emmy não?

Modern Family continua melhor que boa parte das comédias exibidas atualmente e assisti-la continua sendo uma ótima diversão. Mas já está na hora de rever algumas coisas… peloamordedeus Modern Family, nem cogite em ficar ruim!

P.S.: Esperava mais da participação de Danny Trejo…

_____________________________________________

Ambas as séries voltam essa semana nos EUA. A promessa são os reviews virem sem atrasos! E espero, sem decepções, hehe…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: