Corra que “Southland” vem aí!

Pouquíssimos são os fãs de séries que estavam aguardando por essa data, mas, pra mim, dia 04 de janeiro tem um gostinho todo especial. E o que faz essa data tão bacana assim é saber que Southland, um dos dramas policiais mais incríveis da televisão, está de volta. Então, como fã da série resolvi fazer esse post para divulgar a série e, sendo até um pouco mais presunçoso, tentar convencer alguma alma a assistir essa preciosidade da tv a cabo americana.

Não posso começar esse post sem fazer uma importante consideração: Eu não gosto de dramas policiais. Sempre tive dificuldade em acompanhar essas séries de investigação criminal, a formula desse tipo de série acaba não me chamando muita atenção e sempre que tento acompanhar alguma dessas séries acabo desistindo em poucos episódios. Na maioria das vezes acho as histórias, os dramas e conflitos dos personagens desse tipo de série muito superficiais e nem de longe se comparam aos roteiros dos grandes dramas atuais da televisão,  por isso dá pra contar nos dedos da mão do Lula as séries policiais que eu assisto.

Em Southland somos inseridos no drama profissional e pessoal de policiais da LAPD – Los Angeles Police Departament. O diferencial da série é que ela consegue conjugar com excelência tanto o lado mais violento e cruel (e rotineiro!) da difícil carreira policial, com a forma mais crua e pessoal em que são mostrados cada um dos seus personagens. Southland é construida numa vibe de documentário, então isso contribui imensamente para que nos sintamos ainda mais envolvidos pela narrativa da série.

Ao longo de duas temporadas (que totalizam apenas 13 episódios) fomos surpreendidos com diversas histórias dos policiais de Southland e sem querer soar muito como autor de livro de auto-ajuda, elas acabam servindo como lições de vida. Vemos as dificuldades da carreira policial, a violência enfrentada por esses profissionais todo santo dia, o corre-corre nas perseguições,  os problemas dentro de casa, os vícios, os medo, os segredos e  as revoltas de cada um deles. Mas, claro, vemos também as glórias,  as situações engraçadas do cotidiano, a química incrível que ocorre entre os policiais e as soluções dos crimes (que sempre são surpreendentes).

Não podemos deixar de falar do elenco da série, que é uma coisa incrível. Temos Benjamin Mckenzie (eterno Ryan Atwood de The OC), interpretando muito bem o policial Ben Sherman e fazendo a gente até esquecer dos anos que ator viveu ao lado dos Cohen, tendo uma química impressionante com o personagem vivido pelo excelente Michael Cudlitz (que vive, com certeza, o personagem mais polêmico de toda a série). Os conflitos ainda mais intensos das mulheres na carreira policial são vividos pela detetive Lydia Adams e pela policial Chickie Brown e, acreditem no que digo, Regina King e Arija Bareikis interpretam essas personagem numa forma tão bacana que deixa a gente arrepiado.

Além de tudo isso Southland é uma produção que tem uma história bastante interessante. Ela faz parte do pequeno grupo de séries que foi cancelada por um canal e comprada por outro. Originalmente Southland era uma série da NBC, a emissora do pavão exibiu a curtíssima primeira temporada da série no seu midseason, mas a audiência de Southland era tão reduzida que a série acabou sendo injustamente cancelada pelo canal. Para nossa alegria apareceu a santa TNT que resolveu comprar a série, assumindo a produção, exibindo a também curtíssima segunda temporada da série e garantindo uma vida mais longa para esse intenso drama policia.

Por esses e outros motivos é que Southland tem um espaço reservado na minha agenda de vicíado em série, então não posso esconder que estou contando as horas pra poder conferir o retorno desse drama. Espero que a história dessa terceira temporada consiga manter o nível de qualidade das duas primeiras e que aproveitem os ganchos deixados pela temporada anterior. De qualquer forma, dá pra confiar de que teremos bons episódios pela frente.

Então você aí que leu esse post e ainda não ficou convencido de ver Southland, só faço mais um pedido, tente dar uma chance pra série, aproveita que as duas primeiras temporadas são bem curtas e veja ela nas horas vagas. Prometo que tu vai se surpreender e me agradecer no final. Se tudo der certo passo a fazer reviews da série aqui, espero conseguir ter tempo para isso, porque vou adorar comentar Southland com vocês.

Sobre Aécio Rocha
.

3 Responses to Corra que “Southland” vem aí!

  1. Picelli disse:

    Me recorda denovo porque não passei do terceiro episódio?
    Achava muito bom! E o linguajar boca suja com os Beeps é um dos charmes da série.

  2. Concordo com vc! Na verdade, eu só teria um pouco de cuidado em comentar as interpretacoes. O elenco eh bom, sim. Mas nao tao excepcional, na minha opiniao. O drama realmente vale a pena. Mas aqui nos EUA, a galera ainda nao pegou muito essa serie, nao. Vamos ver daqui pra frente!
    Seu texto eh mto bom!

  3. Pingback: Welcome to Southland, bitch! « Ritual de Séries

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: