Retrospectiva 2010: Um dos anos mais chatos da TV?

Desde que comecei a assistir séries (ok, isso não faz tanto tempo) não dá pra lembrar de um ano tão desinteressante como 2010. Quando os upfronts das emissoras foram divulgados, nem consegui ver todos os promos, já que depois de uns 5, eu estava achando tudo tão bobo ou ruim que nem prestava mais atenção. Entre a decepção homérica de J.J. Abrams e a enésima tentativa de criar um fenômeno que se comparasse a Lost, só o cinema conseguiu salvar a TV esse ano…

Desde os promos, eu já estava preocupado com o fall season desse ano. Era incrível como NADA parecia interessante, ia de bacana (The Event) , passando por bocó (Undercovers) até medíocre (o promo de Outsourced é ofensivo de tão ruim, mas há quem diga que a série é boa). Quando as estreias começaram, as expectativas foram se confirmando: por não revelar exatamente do que se tratava, The Event se achou na liberdade de mostrar o que bem entendesse esperando que os telespectadores iam engolir, jogando conspirações governamentais e aliens na nossa cara de um jeito todo natural.

Undercovers me fez pensar que J.J. Abrams deve ter ficado tão perturbado com as cavernas de luz e a rolha do inferno em Lost que acabou saindo com essa porcaria. Ou isso ou é tendência para o cara alternar séries geniais e toscas (Alias, Lost e Fringe, mas também What About Brian e essa coisa… ah e podem jogar pedras, mas Felicity também era um saco #prontofalei).

E tinha umas séries tão toscas que era até difícil de acreditar. O que dizer de No Ordinary Family, que colocava um baita ator bom como Michael Chiklis fazendo o chefe de uma família que ganha super-poderes (!) ao cair num rio contaminado com substâncias químicas (!!) na AMAZÔNIA (!!!). Preciso dizer mais alguma coisa?

Tem as comédias… o Aécio fez um post defendendo Outsourced e garantindo que foi apenas um promo ruim. Não vou falar da série aqui, já que ainda não consegui juntar coragem o suficiente para conferi-la, quando o promo fazia parecer que era um The Office racista (o que é preocupante). Outros promos soavam como aqueles que a gente assiste meio sem atenção e fica meio perdido quando a série estreia, pensando que nunca viu nada sobre ela. O problema é que em outros anos isso acontecia com duas ou três séries, não com praticamente todas. Essas que comentei foram só alguns exemplos.

Talvez seja porque as séries do ano de ouro da TV aberta americana na década passada (2004, que trouxe de uma vez Lost, House, The Office, Desperate Housewives e Grey’s Anatomy) estejam bem longe da qualidade que tinham no começo, talvez já tenham criado tanta coisa boa que a criatividade esteja enfim se esgotando… Seja lá o que for, o fato é que 2010 foi um ano decepcionante para as séries de TV.

A salvação, no fim das contas, ficou nas mãos do cinema e da TV a cabo. Martin Scorsese se juntou ao roteirista de The Sopranos e trouxe Boardwalk Empire e Frank Darabont, com uma famosa HQ e o grito por alguma novidade no que diz respeito a criaturas fantásticas (ninguém aguenta mais vampiros), veio com The Walking Dead, tão bem recebida que fez muita gente que nunca deu a mínima pra séries parar pra assistir. E são elas o tema do próximo post especial de retrospectiva! Fique ligado!

4 Responses to Retrospectiva 2010: Um dos anos mais chatos da TV?

  1. @ZePicelli disse:

    Realmente nenhum dos promos desse ano eram interessantes. Estou em dívida com Boardwalk e The Walking Dead. Das novatas, acho que só vi Raising Hope, mas ví só os três primeiros. Não que ela seja ruim. Princesa Beyonce é muito bonitinha e toda a série é do bozo, comédia estilo My Name Is Earl, mas como eu queria algo “novo”, apelei para algumas antigas que não havia conferido ainda.
    Mas diria que 2010 não foi um ano de novidades mas sim de despedidas, grandes despedidas.

  2. Jefferson Rodrigues disse:

    Concordo, apesar de não ter visto a maioria da series citadas, pelo o que disse, não perdi nada. Mas The Walking Dead, na minha opinião, já valeu o ano inteiro, serie muito foda e tem tudo para crescer, tomara. Belo post, parabens.

  3. Tiago disse:

    Eu não concordo, esse ano assisti muita coisa, Breaking Bad, Mad Man, Chuck, Boardwalk Empire, The Walking Dead, Dexter, True Blood, Fringe, Hawai Five O, Spartacus, No Ordinary Family, e varias outras que ainda nao terminei de assistir, sou novato em series, fazem apenas 2 anos que comecei a acompanhar, nao tenho experiencia, mas achei um ano muito bom, muita coisa boa para se ver. Estou aproveitando esse hiato para ver The Sopranos, que falamo muito bem, e Alias, de qualquer forma, achei um autor um pouco pessimista e espero que 2011 seja tao bom quanto esse ano.

    Feliz 2011 a todos

    • Marcelo Silva disse:

      Tiago, quando eu digo que foi um ano chato, me refiro pelas novidades do fall season. Foram poucas as séries novas que se destacaram, quase todas são apagadas e sem graça, com as exceções que já citei, claro.
      Putz, não me atrevo a criticar algumas séries veteranas em 2010, como Modern Family (ok, 2ªtemporada não é bem veterana, mas é só pra diferenciar…) continuou impecável, 24 Horas teve um final excelente e Fringe vem sendo muito elogiada. Mas já que você citou, achei a 3ªtemporada a pior de True Blood, fácil. O final ainda me deixou na dúvida se vou acompanhar a série no ano que vem.

      Posso ter sido meio reclamão, hehe, mas realmente me decepcionei com as estreias esse ano. Mas só as estreias, a maioria das outras séries continuam boas como sempre foram.

      Vlw pelo comentário e feliz 2011 pra você também.
      Grande abraço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: