REVIEW: The X Factor 7.19 – Top 10 – American Anthems

E o melhor dia da semana chegou!!

Dia de ver o Matt cantar Top 10 do X Factor cantando Hinos Americanos… E não, não espere ver o pessoal cantando o hino nacional americano, Independence Day, God Bless The USA…

Espere ver aquelas músicas que marcaram um ano, que tocou incessavelmente nas rádios e que você já está cansado de ouvir (ou não).

Cher Lloyd – “Empire State Of Mind” (Jay-Z feat. Alicia Keys): Yay!! Cher abre o programa com um dos maiores hits deste ano!!

E o pior de tudo é que fiquei desapontado… A escolha da música não poderia ter sido mais certeira, mas faltou a energia certa e em alguns momentos um pouquinho de voz.

Acho que a Cher deveria deixar o rap de lado por umas duas semanas, pois essa história de fazer rap toda semana pra mostrar que tem personalidade e estilo está ficando muito cansativa.

Louis diz que Cher parece estar bem confortável no palco e que ela poderia chegar na final. Dannii diz que a música poderia ter sido escrita especialmente para ela, mas diz que será difícil superar a performance da semana anterior. Simon se diz desapontado por não ter sido original e diz que Cheryl foi desleixada essa semana com a Cher. Cheryl diz que Simon está errado e que acredita que elas acharam o equilíbrio perfeito (entre músicas, estilos e voz).

Mary Byrne – “There You’ll Be” (Faith Hill): Aeee, finalmente a Mary vai cantar algo mais recente (nem tanto vai, a música é de 2001…)!!!

Err… Mary tá desafinando… E muito…

O arranjo está muito lento para ela, a voz da Mary fica melhor quando ela precisa usar mais voz. Com certeza, o pior que vimos da Mary até o momento… Uma pena, com uma música mais moderna e com melhor melodia a Mary poderia fazer muito mais sucesso com o público.

Ihh, Mary termina de cantar e ela mesma sabe que foi mal, ela parece derrotada.

Dannii diz que Mary não se conectou com a música e diz que a única pessoa que pode impedi-la de ganhar é ela mesma, e pede para que Mary recupere sua confiança. Cheryl concorda e pede para que o público vote nela. Simon diz que ela cantou muito bem. E como Louis não sabe julgar o canto, diz que ela é uma campeã e não liga para a opinião dos demais jurados.

Aham Louis, ignore as dicas dos demais jurados e sua única chance de ganhar vai pelo ralo logo logo.

Que dó da Mary, qualquer elogio e aplausos que deram para ela, ela fica balançando a cabeça como se dissesse que não merece.

Katie Waissel – “Don’t Speak” (No Doubt): Não tenho certeza de que essa é a música certa pra Katie…

A música meio que combina com a voz dela e a performance meio que funciona como um todo, mas simplesmente não sei, foi muito instável vocalmente.

Estou confuso, assim como estive com o Aiden semana passada…

A combinação de uma performance instável e se apresentar na primeira parte do programa pode acabar garantindo mais uma viagem entre os menos votados.

Louis diz que uma performance brilhante. Dannii não sentiu uma conexão e diz que Katie estava pensando demais na apresentação. Simon diz que ela parecia estar tendo dificuldades com a música. Cheryl diz que Katie é uma drama queen excêntrica e batalhadora, e por esses motivos a ama.

Aiden Grimshaw – “Nothing Compares 2 U” (Sinead O’Connor): Yeah!!! Eu AMO AMO AMO essa música.

Wow, o palco está em fogo!!!

Tirando algumas breves desafinações e caretas quando ele tenta sorrir, ficou muito boa a versão dele.

Alias, acho que essa é o melhor que ele já fez até agora.

Como uma gravação on repeat, Louis diz que ele é o perfeito popstar. Cheryl aceita o fato dele ser intenso em suas performances e diz que o vocal foi ótimo. Simon ressalta que Aiden só teve 24 horas para ensaiar a música e diz que a performance foi absolutamente brilhante. Dannii diz que sempre tentará manter a essência dele e se diz orgulhosa dele finalmente estar recebendo os devidos elogios.

Paije Richardson – “I’m A Believer” / “Hey Ya!” (The Monkees / Outkast): Putz, a música do Shrek não…

Na tentativa de mostrar seu lado mais divertido e juvenil, Paije acaba mostrando um lado meio louco e desafinado…

Paije deveria escolher algo mais adulto contemporâneo como na semana anterior…

Louis diz que Paije vem evoluindo a cada semana. Cheryl diz que sua performance fez sua noite e diz que é a melhor apresentação dele na competição. Simon gostou da vibe Austin Powers e concorda que é a melhor performance dele até o momento. Dannii elogia a performance, energia e animação.

Rebecca Ferguson – “Make You Feel My Love” (Bob Dylan): Olha, primeiramente confesso que assisti a performance da Rebecca da semana passada pela terceira vez e percebi que tenho sido meio duro com ela…

Porém, contudo e todavia, essa semana tenho certeza de que não mudarei minha opinião.

Rebecca teve uma música que é perfeita para ela, mas teve uma certa dificuldade em se manter afinada, sua escolha de pronuncia em certos momentos pareciam fora de lugar, o que me deu a impressão de mudanças muito bruscas no vocal.

Não é o melhor dela.

Louis diz que ela é especial e que foi um ótimo vocal. Dannii diz que foi uma linda apresentação repleta de alma. Simon diz que foi simplesmente fantástica sua performance. E Cheryl diz que ela tem algo de especial e agradece a força com que Rebecca tem enfrentado os desafios.

Wagner – “Viva Las Vegas” / “The Wonder Of You” (Elvis):  Hora do “Hide your wife, your kids, your dogs and yourself”, Wagner está no palco…

O pobre do Elvis deve ter se revirado inúmeras vezes em seu tumulo.

Simplesmente não pode virar mais vergonha alheia e desafinação do que isso… (Pior que tenho impressão que pode piorar mais ainda)

Dannii diz que alguma igreja em Las Vegas deve estar querendo que ele cante por lá. Cheryl concorda que o lugar do Wagner é em Vegas. Simon se diz preocupado por estar gostando, mesmo sabendo que a cantoria é horrível. E Louis diz que a segunda música provou que Wagner pode realmente cantar (REALLY????).

Matt Cardle – “The First Time I Ever Saw Your Face” (Roberta Flack): E o Matt está de volta cantando uma música repetida e de uma artista mulher, mas quem disse que isso importa?

A primeira vez já havia sido perfeita, mas dessa vez é simplesmente mind blowing.

O vocal está mais amadurecido e limpo, a emoção está ainda mais a flor da pele.

MEU DEUS, ESSE VOCAL!!!!!!!

Ounnnn… Matt vai ficando com os olhos lacrimejados durante a performance e começa a chorar no final dela… #BroHugs

Louis diz que Matt roubou o programa, diz que foi mais um vocal ilustre e que ele é a pessoa a ser derrotada. Cheryl fica sem palavras e diz que foi simplesmente lindo. Simon que foi uma esplendida performance. Dannii diz que foi uma performance perfeita e deseja que todos soubessem o porque a música tem tanta importância para ele.

#PerformanceUltraMegaHiperMerecedoraDeUmSeloDeAprovação

Treyc Cohen – “I Don’t Want To Miss A Thing” (Aerosmith): A Cheryl poderia ter escolhido uma música mais batido do que essa? Simplesmente impossível…

Treyc dá o melhor do que pode com o material dado, mas parece que ela está tendo uma crise de identidade musical…

Rock é o estilo que melhor representa ela, e apesar dessa música ser rock, ficou muito diva essa versão, quando na verdade precisava ser algo mais agressivo e com mais paixão.

Louis diz que não importa a música, Treyc sempre dá 100%; Dannii diz que viu um relampejo da antiga Treyc de volta (a fodástica Treyc); Simon diz que os vocais foram perfeitos, mas quando se tem um leão, você espera que ele te morda e não te lamba. Treyc tem  a voz, mas falta o instinto assassino, a paixão e credibilidade; Cheryl menciona que Treyc está linda e diz que ela é uma esplendida vocalista.

Pois é Cheryl, mas Treyc está pagando pelos seus erros… Ser uma esplendida vocalista é só metade de ser uma ótima artista, personalidade musical também conta…

A senhorita (Cheryl) mesma deveria saber, afinal não é o vocal a razão do seu sucesso…

One Direction – “Kids In America” (Kim Wilde): Tá brincando que eles que vão fechar a noite?

Pra não dizer que sempre sou negativo em relação a eles, a única coisa decente dessa apresentação foram os vocais do Liam e só!

Eles me fazem sentir falta do FYD… Ou até trazer o Same Difference de volta ao programa no lugar deles…

Louis diz que eles foram brilhantes ao fechar a noite, porém ressalta que a música não é um hino americano. Dannii diz que não foram os melhores da noite vocalmente, mas foram excelentes. Cheryl diz que se sentiu animada novamente. Simon diz que é a melhor performance deles na competição.

Considerando o programa como um todo, seria uma noite totalmente sem graça se não fosse pela belíssima performance do Matt e pela ótima do Aiden, o resto foi bem previsível, fraca e sem star quality.

Segue os head ups pros participantes:

  1. Cher: Tente largar o rap de lado e explore outros lados de sua personalidade e vocal, tente um simples vocal R&B. Algo da Jordin Sparks maybe ou faça um twist interessante como o The Shures fez com Dynamite e California Girls.
  2. Matt: Procure escolher músicas que não sejam de artistas femininos, escolha músicas de bandas ou artistas masculinos, e mude a música o suficiente para que represente o que você faria no mundo real. Algo como John Mayer ou “This Boy” e “Once When I Was Little” do James Morrison renderiam ótimas performances.
  3. Mary: Precisa demitir o Louis, escolher músicas melhores e mais contemporaneas e se reerguer.
  4. Aiden: Tome um suquinho de maracujá e relaxa meu filho!!!
  5. Treyc: Tomar um momento e refletir quem ela realmente é e qual estilo a faz mais feliz.
  6. One Direction: Gravar um disco e afundar lindamente nas vendas pro povo parar com essa frescura de que eles serão a próxima boyband de sucesso.
  7. Wagner: Desistir, costurar a boca ou pular de uma ponta dando um último grito desafinado.
  8. Produtores: Em vez de banirem músicas que nunca foram cantadas em nenhum Idol ou X Factor pelo mundo, façam o favor de banir “I Don’t Want To Miss A Thing”, “Imagine”, “One”, “Hallelujah”, “Alone”, “Apologize”, “Total Eclipse Of The Heart”, “Hero”, “Fly Me To The Moon” e inúmeras outras…

E já ia me esquecendo das minhas escolhas da semana…

Como não sei com certeza o que classificaria uma música como “anthem”, eu escolheria uma versão meio acústica de “Have A Nice Day” do Bon Jovi. Apesar de ser batida, “I Don’t Wanna Be” do Gavin DeGraw seria uma possibilidade ou até mesmo uma versão acústica de “Umbrella” da Rihanna

Bônus:


6 Responses to REVIEW: The X Factor 7.19 – Top 10 – American Anthems

  1. Jana disse:

    Acho que dessa semana os melhores foram mesmo o Matt (oooohh) ,Rebecca e Trecy…a Cher tbm cantou bem,mas ela foi tao maravilhosa semana passada,deveria investir mais em algo diferente do RAP!!!
    Tá,o que são aquelas coelhinhas da Playboy dançando na apresentaçao do Wagner?SIM mandem ele p/ Las Vegas de uma vez… ¬¬ .Mary nao entre em panico!!!Agora que vc cantou algo mais contemporaneo (ah vai foi uma evolução uma musica de 2001 né),vc não mostra todo o seu potencial como sempre vem fazendo?VAI MARYY!!!
    Hmm…não sei o que cantaria com esse tema…quando pensar em algo eu volto =)

  2. @ZePicelli disse:

    Meu Deus, que semana interessante!
    Dos que me chamaram atenção foram:
    Aiden – gosto muito do estilo desengonçado e creepy dele. Acho que, se eu fosse cantor, eu seria torto que nem ele, cheio de caretas e sorrisos constrangedores. Uma performance MUITO boa e emocionante.
    Rebecca – a @ferreple tinha razão… Rebecca é uma candidata para se olhar e aplaudir. Sua performance é sempre boa e realmente se destaca na competição. Eu não percebi muito essa parada na voz que você mencionou. Acho que eu estava tão vidrado na apresentação que acabei nem reparando.
    Treyc – me agradou beeeem pouco. apesar de ser uma música batida, acabei gostando da apresentação, mas seus excessos de grave e rouquidão me irritam de uma maneira que eu tenho vontade de interromper a performance na hora.
    Cher – poderia ter sido BEM melhor. vidrei quando vc havia me dito que ela poderia cantar essa música essa semana. afinal, é uma música bacana, que curto e o RAP a favoreceria, mas foi mera ilusão. faltou conexão com a música, faltou energia, faltou tudo aquilo que ela tinha apresentado na última semana e na audition. Realmente uma pena, pois essa performance poderia ter até superado a de Soulja Boy.

    Agora Matt: meu Deus do céu! Que vocal! QUE VOCAL! Ok, não é um vocal poderoso estilo Adam Lambert, mas é tão bem controlado e emocionante que é impossível não notar. Apesar de não ser muito fã da música, ele conseguiu mandar tão bem que me fez apreciar a canção.
    Sua reação ao ouvir os elogios dos jurados foi muito bonita de ser vista. #brohugs

    I Don`t Want to Be como Anthem? Acho que não. A música nem ficou tão conhecida assim para ser considerada um hino. Uma versão acústica de Umbrella faz mais sentido. Talvez My Love do Justin Timberlake, não sei.

    PS. Adorei a referência a The Shures! _o/

  3. Marcelo Silva disse:

    Posso me dar ao luxo de dizer que acompanho X-Factor só por ler seus reviews e ver alguns dos vídeos? Sério, os reviews são ótimos e se eu pudesse, também acompanhava o reality. Talvez na próxima temporada…

    Dito isso, acho legal que Treyc Cohen tem uma forte tendência a cantar minhas músicas preferidas e fazer um bom trabalho com elas, hehe. Primeiro foi One do U2, agora I Don’t Wanna Miss a Thing do Aerosmith, que é tipo, meu top 10 all time de músicas preferidas. E a apresentação foi fantástica, bem que podia cantar a versão completa da música, hehe.

    E ei, não pede pra banir as músicas que eu gosto! huahuahuahuahuahuahua

    Enfim, excelente review, vou continuar “acompanhando” o reality por aqui, hehe.

    • Will Takaezu disse:

      Até o CEO to viciando!!! \o/
      Meu plano é viciar todos do blog até o começo da proxima temporada e depois começar um plano pra dominar o mundo… ahan Giro

      Acompanha a próxima sim, vai ter o US e o UK pra vc escolher rs

      hauhauhauh, e ow, vai dizer que voce nao cansou de escutar versoes podres de I Dont Want To Miss A Thing?? apesar de a versao da Treyc ter sido boa até…

  4. tiago disse:

    pois eu acompanho X – factor por aqui msm, vendo os videos e as reviews.. ahuauh aliás, o bom desse site/blog é isso, reviews bemm diferentes do que vemos em outros blogs, parabéns!

    Matt é o melhor disparado, meu medo é que ganhe a Cher ( não gosto muito ) pelo fato de ser “apadrinhada” pela Cheryl… queridinha de UK..

    Torço pela Mary tb, mas, difícil vencer.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: