REVIEW: The X Factor 7.15 – Top 12 – Guilty Pleasures

Yay, semana de prazeres culposos, ótima desculpa para os participantes cantarem músicas totalmente vergonhosas e passarem vergonha ou transformarem em apresentações fantásticas.

E estou impressionado pelo programa estar fazendo temas tão abrangentes e fugindo daqueles temas chatos que eu tanto odiava (Big Band, Disco, etc).

Ready? GO!!

Paije Richardson – “Ain’t Nobody” (Chaka Khan): Guilty pleasure? Esperava uma música sem noção da Whitney ou Mariah.

Mas enfim, gostei bastante da música, vocal foi forte, meu único problema com ele são as notas altas, ele segura as notas tempo demais, até elas começarem a sair de controle e acaba ficando uma coisa feia.

Louis acha incrível. Cheryl diz que é sua apresentação favorita dele, e que Paije está mais confiante e confortável do que nunca no palco. Simon não gosta do que ele está vestindo e não gosta da performance em geral, mas achou o final fantástico. Dannii amou a forma como a apresentação foi crescendo ao longo da performance.

John Adeleye – “Zoom” (Big Fat Larry’s Band): Primeiramente, WTF pra esse cabelo?? Gostei dos primeiros 10 segundos, depois virou apresentação que você poderia encontrar em casamentos de filmes americanos.

E que diabos são aqueles dançarinos, só faltam arrancar a roupa no palco e começarem a mandar ver.

Não culpo o John, tem muita cara de que o Louis escolheu a música e ele tem o costume de ferrar com a vida de seus pupilos TODA temporada (quando que vão substituir o Louis hein? Coloca eu na próxima temporada, prometo não ser puxa saco nem dos meus pupilos, só quando merecerem!!!)

Dannii acha que foi uma boa performance, mas não gostou da música e nem dos dançarinos. Cheryl elogia o fato de John sempre entregar 100% em suas performances. Simon odiou a música e compara a apresentação com um noticiário que ele viu, onde a apresentadora dava as noticias enquanto dois cachorros mandavam ver no fundo. AHAA!!! O cabelo foi idéia do Louis!!! (velho sem noção). Louis não faz nenhuma critica e apenas pede para o público votar no John.

Rebecca Ferguson – “Why Don’t You Do Right?”  (Nora Lee King): Jéssica Rabbit tomando conta do palco agora. Rebecca ficou linda ruiva, faz até sentido o novo visual dela… A Cher ficou com o mesmo estilo da Cheryl e a Rebecca ficou com o mesmo cabelo. Acho que a Cheryl quer dominar o mundo fazendo das meninas uma imagem de si mesma. #MEDO

Outra música estilo 80’s, vocal está ficando mais forte a cada semana, assim como sua confiança. Achei que a música foi ficando entediante a partir da metade, a Rebecca precisa aprender a sustentar melhor uma música, pois desde a primeira semana fico entediado na metade de suas músicas, e que tal uma música contemporânea? Não iria matar talvez o público te eliminasse, mas nunca mataria.

Louis a chama de diva. Dannii acha que esta foi sua melhor performance e pede para tomar cuidado com sua roupa e maquiagem, pois acha que pode fazer com que ela pareça mais velha do que é. Simon diz que esta foi a noite que Rebecca se tornou uma estrela e diz que toda a performance foi perfeita. E Cheryl mal pode esperar para vê-la crescer mais e mais.

Cher Lloyd – “No Diggity”/”Shout” (Blackstreet / James Corden): A melhor apresentação até o momento. Foi bem divertido, contemporâneo, vocal foi ótimo, e realmente parecia uma popstar.

Estou começando a gostar dela novamente, meu único problema com ela continua sendo que ela PRECISA provar que pode cantar uma música sem fazer rap e toda essa zona em volta dela. E é uma tênue linha entre confiante e arrogante, e ela está na linha arrogante… Cadê aquela garota humilde que vimos nas audições que não sabia de seu potencial?

Louis ama o mash-up e toda a performance. Dannii diz que este é o tipo de música que ela pertence e elogia os vocais. Simon diz que ela parece uma cantora que está na ativa há anos. Cheryl diz que ela é tudo que se espera de uma popstar.

Matt Cardle – “Hit Me Baby One More Time” (Britney Spears): YAY MATTIE!!!

Matt está tocando violão!!  Acho que é a primeira vez que alguém toca violão no palco, só me recordo da Laura White ter tocado piano no palco, mas nada além disso.

Holy mommy, como Matt não é famoso ainda?

Não é o arranjo mais original da música, acho essa música já ficou batida de tantas versões que já foram feitas. Mas tirando isso de lado, mais uma performance ótima e se encaixa perfeitamente no tema da semana. Sabe o que eu teria escolhido para ele?? It’s Like That ou We Belong Together da Mariah ou Toxic se fosse pra escolher algo da Britney… Adoraria ver o que ele faria com essas músicas.

Louis acredita que essa versão poderia ser Nº1 hit. Cheryl diz que é ele escutar a reação do público que somente isso já diz tudo, mas ainda assim diz que foi uma apresentação fantástica. Simon diz que foi incrível e elogia o fato de Matt estar tomando riscos na competição desde o Bootcamp. Dannii vomita elogios para o filhotinho. YAY!!!

One Direction – “Nobody Knows” (Pink): Desde quando Pink ou Nobody Knows é um guilty pleasure??? Isso é trapacear!!!

EMOÇÃO ZERO!!! Quando chegou no refrão virou uma gritaria com tantas vozes, não funciona com esse tipo de música.

Digo e repito, com esse tipo de música, o centro de tudo tem que ser emoção, se você não tem uma emoção que corresponda com a música, fake it until you make it!!!

Bleh, boybands… eles me fazem desejar que N’SYNC ou Westlife voltassem a ativa pra esses pirralhos tivessem uma comparação direta.

Louis diz que são cinco Justin Biebers formando uma banda e diz isso como se fosse uma coisa boa. Dannii não entende porque Pink é um guilty pleasure, mas elogia a apresentação. Cheryl diz que eles são seu prazer culposo. Simon diz que foi um ótimo vocal.

Treyc Cohen – “Whole Lotta Love” (Lez Zeppelin): Esperava que ela usasse esse tema para cantar alguma coisa da Whitney ou digno de uma diva, mas adoro o fato dela querer se firmar como uma cantora de rock. YEAH!!

Não chega aos pés do que Adam Lambert fez com essa música, mas ainda assim é uma ótima performance.

Louis está impressionado com a apresentação. Dannii diz que nunca teve certeza de qual estilo Treyc queria fazer, mas essa semana acredita que Treyc pertença ao rock. Simon diz que é como ver um gatinho se transformar num tigre, acredita que ela não atingiu as notas altas como deveria, mas ainda assim está impressionado. Cheryl elogia o fato dela estar doente não ter reclamado.

Na entrevista com Dermot, Treyc está realmente rouca.

Mary Byrne – “I (Who Have Nothing)” (Shirley Bassey): Trocou a música de última hora (dizem que era Ain’t No Mountain High Enough)… Hmm, não sei se teria dado essa música para ela cantar de novo, afinal todo mundo já viu ela cantando essa música inteira nas audições. Mas acredito com todas minhas forças que se ela tivesse cantando a outra música, teria sido um lixo completo.

Vocal continua fantástico e emoção no ponto, mas chega a ser entediante pois não é nada novo e excitante…

Dannii diz que Mary parece ser uma artista há anos, mas pede para que Louis escolha músicas mais contemporâneas. Cheryl diz que Mary dá tudo de si toda semana. Simon elogia os vocais, mas concorda que ela precisa cantar algo mais contemporâneo e mostrar um lado diferente, Simon também cutuca Louis e pede para que ele use mais sua imaginação na hora de escolher as músicas (concordo totalmente). Louis elogia o fato da Mary não precisar de nenhum truque no palco, é tudo centrado em sua voz e emoção.

Aiden Grimshaw – “Diamonds Are Forever” (Arctic Monkeys): Não sabia se essa música seria boa para a voz dele, mas OMG, adorei como tudo casou perfeitamente, e finalmente o nervosismo parece estar sendo controlado.

Até o lado psicopata do Aiden achei que funcionou perfeitamente na música.

Louis continua a dizer que Aiden é o perfeito popstar. Cheryl adora a músca e performance, mas se diz preocupada pois Aiden se apresenta com muita intensidade e acha que parte do público não iria de assistir um show inteiro dele com tanta intensidade. Simon discorda totalmente de Cheryl e diz que ele está de volta na competição. Dannii concorda que Aiden está de volta na competição e que ele não vai a lugar nenhum.

Belle Amie – “I’ll Stand By You” (The Pretenders): Boa escolha de música, e foi a melhor apresentação delas até o momento. Mas foi tão… chato!!! Continua a dizer que não há química entre elas e nada de especial, até da Rebecca Creighton eu to ficando cansado.

Por mim podem ser eliminadas que eu não ligaria nem um pouco.

Louis diz que a música não foi uma boa escolha, mas diz que elas não tiveram outra escolha, pois Simon as abandonou por One Direction e elas estão sozinhas na competição. Dannii não gostou da escolha de música, mas gostou dos vocais. Cheryl adora a música e diz que queria subir no palco para cantar junto. Simon admira o fato delas terem feito suas próprias decisões e acha que foi um ótimo resultado.

Wagner – “Spice Up Your Life”/”Living La Vida Loca” (Spice Girls/Ricky Martin): OMG! Ele está trazendo o carnaval para o palco… #vegonhaalheia

Como eu sou grato de não estar no UK agora…

Me perdoem, mas não vou assistir isso semana a semana, é simplesmente ridículo e doloroso.

Dannii diz que Wagner é o que mais incorporou o tema da semana. Cheryl diz que houve muito culposo, mas pouco prazer em ver a apresentação. Simon concorda que houve pouco prazer na apresentação. Louis diz que Wagner não é o melhor cantor, mas com certeza é o mais divertido.

Katie Waissel – “King Of The Swingers” (Jungle Book):Hmm… foi tao bom quanto na semana anterior? Não mesmo, mas pelo menos mostrou o lado divertido da Katie.

Vocal continua mediano, mas é só aprender a escolher as músicas certas que ela se sairá bem.

Quero vê-la cantando algo mais contemporâneo.

Louis diz que ela tem o X Factor. Dannii ama a apresentação. Simon diz que não deveria ter funcionado, mas amou o resultado final. Cheryl diz que foi sua melhor apresentação até o momento.

Conclusões pós-show:

  • Wagner quer matar os brasileiros de vergonha.
  • Louis é surdo mesmo.
  • Jurados amam burlar os temas da semana.
  • Cher está virando uma bitch.

E agora estreando oficialmente o “Qual é a sua música?”.

Caso você estivesse no programa, qual música você teria escolhido baseado no tema da semana?

Minha escolha teria sido Don’t Leave Me This Way ou se fosse apelar realmente para um guilty pleasure seria Peacock da Katy Perry (vergonhoso eu sei, mas fiquei viciado nessa música e quero morrer por isso).

Com muita vergonha me despeço e até amanhã com o review sobre a eliminação.

2 Responses to REVIEW: The X Factor 7.15 – Top 12 – Guilty Pleasures

  1. @ZePicelli disse:

    Meu Deus! Como o tema Guilty Pleasure é fascinante! hahaha
    Eu não esperava por essa música de Matt, mas, se pensarmos bem, para quem já cantou If I Were a Boy, o cara mandar um hit de Britney Spears não seria nenhuam surpresa.
    Não acompanho todos os competidores, pois eu tenho medo d gostar mais dos outros e deixar os que torço de escanteio – que nem aqueles que não assistem a Community por medo de acabar gostando mais do que Modern Family, manja? haha
    Mas enfim. Cher me agradou MUITO!! Está longe do nível de excelência da audition mas ela parecia MUITO confortável no palco. Impressionante como ela parece uma popstar que faz shows desde pequenininha.
    Mary, como sempre, deu um show. É incrível como ela consegue entreter simplesmente cantando, enquanto outros precisam correr de um lado para o outro do palco para tentar chamar atenção. Ela simplesmente fica parada cantando e isso já é o suficiente.
    Uma pena a escolha da música. Se fosse a primeira vez que ela tivesse cantando essa canção, talvez tivesse causado mais impacto, mas o fato de já tê-la cantado nas auditions acabou com todo o brilho da performance pois é inevitável nào comparar as apresentações – para mim, a audtion foi infinitamente melhor.

    Treyc me irrita o tanto que me agrada: MUITO. Seu vocal é excelente mas aquele estilo de grito tremido a cada final de frase me irrita de tal forma que desejo enforcá-la até ela parar de tremer. Puta que pariu! Mas tremidos a parte, eu sinto que ela tem puta potencial para ser maior diva gritante mas que falta usar tudo de si. Acho que ela se contém demais nessa apresentação.
    Como você mesmo disse, Adam Lambert foi muito melhor – insuperável, na minha opinião. Se ela tivesse gritado mais, usado mais o corpo e, principalmente, o olhar (assim como ele fez), essa performance poderia ter chegado no mesmo nível da que vimos em American Idol. Uma pena que não foi assim.

    Agora Matt. Jesus Maire, que performance!
    O youtube está cheio de covers de BOMT e esse se assemelhou muito àquele feito por Travis, mas confesso que gostei mais dessa apresentação. Tietagem a parte, foi uma belíssima apresentação, que soube incorporar esse tema de guilty pleasures.
    Você mencionou It’s Like That e fiquei curioso em ouvir na voz co cara.. deveria ficar legal até hehehe E talvez Toxic casasse até mais com sua voz. Mas isso fica apenas na imaginação.

    Agora, meu guilty pleasure? Talvez eu cantaria One Way or Another, meu guilty pleasure que faço questão de cantar nos Rock Bands da vida! hahahaha

  2. Jana disse:

    Simplesmente demais esse tema!Divertido,surpreendente e vergonhoso em muitos casos(como se deve ser hahaha)Nem preciso falar que o Matt continua fascinante,mesmo cantando Britney (nem acreditei quando vi),ele consegue transformar a musica em algo otimo!!Que voz,com certeza minha torcida ainda é pra ele!
    Quando perguntei sobre a Cher para vcs,já imaginava o rap básico de sempre,mas OHHH ficou muitoooo bom mesmo!!E discordo com o Will,acho que ela ainda ta longe de uma bitch hahahhaha.Ah siim,no que concordo contigo é que a Cherly esta fazendo ‘clones’ dela nas meninas,além do cabelo,ela conseguiu transformar ate a sobrancelha…rsrrss
    Rebecca subiu muitoo no meu conceito com essa musica e performance!!Som otimo,envolvente no palco,queria vé-la na final.
    E não entendi o que Led Zeppelin tem de guilty pleasure…meooo é LED ZEPPELIN,enfim ficou boa a versão com fogo no palco!
    Wagner..ainda preciso falar alguma coisa?quando esse cara vai pensar em renunciar o X Factor?ALGUEM AVISA O LOUIS QUE JÁ DEU né….

    Bom o meu guilty pleasure seria Spice (não por causa do Wagner,of course haha),desde criança é …tenho q mante-lo ate o fim =D

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: