REVIEW: HIMYM 6.01 – Big Days

Como é bom reencontrar nossos amigos, não? HIMYM finalmente voltou. Não foi a melhor premiere da série, muito menos o melhor retorno de comédia da semana (alô, Community!)  mas pelo menos divertiu.

Não sei se foi pelo fato da minha timeline no Twitter estar só amores pela série e eu ter acreditado na promessa de que essa premiere seria espetacular, acabei meio que quebrando a cara. Não que tenha sido um episódio ruim, já teve piores, beeeeem piores (ouvi alguém gritando The Playbook?), mas a nova dica sobre a história de Ted e a Mother serviu para compensar as falhas do episódio.

Vou começar falando o que me irritou, no maior estilo “primeiro dá um tapa e depois faz carinho”. Prontos? Vamos lá: Robin. OK, a moça era totalmente workaholic, decidiu abrir o coração para o amor, vem um cara chamado Don, que seria sua verdadeira soul mate e acaba com ela a trocando por uma oportunidade de emprego em Chicago, oportunidade essa que primeiramente foi oferecida para a jornalista. É até compreensível a dor que ela possa estar sentido mas parecia exagero demais para o meu gosto aquela história de não estar nem aí para higiene e alimentação. Era como se estivessem sacrificando uma toda a construção de uma personagem que levou temporadas para ser desenvolvida em prol de uma piada de um episódio só. Já tínhamos visto algo semelhante quando Robin e Barney decidiram se separar. Repetir a piada (ou melhor, reformulá-la) não rola.

Outro ponto foi Cindy. Curto muito Rachel Bilson mas não dá. Sua participação no episódio foi muito mal aproveitada (sem contar que ela estava péssima no papel). Alias, qual era o objetivo? Fazer um mistério se a loira do bar era ou não sua roommate? Estava NA CARA que aquela não era a Mother. Não ia acontecer tão fácil. Poderiam ter poupado atriz dessa participação constrangedora para uma trama mais interessante, na qual realmente ficaríamos intrigados com que estaríamos vendo.

Alias, o que foi aquele beijo? Parecia que a série estava desesperada para entrar na lista de séries que tiveram um beijo lésbico. Teria sido muito mais legal se fosse algo entre Robin e Lily. Consigo até imaginar a cara de pervertida da Lily depois do french kiss!

Já Marshall precisa falar gritando toda vez que está desconfortável ou desesperado? Parece até Courteney Cox no piloto de Cougar Town arregalando o olho e aumentando a voz. E outra, os dois moram juntos, passam todas as noites juntos. Eles viviam se pegando antes de se casar. O que impede os dois de desligarem os telefones e finalmente “brincar de fazer bebês”? OK, isso é ficção, não é a história da vida real ou um drama de Manoel Carlos, mas tem certas fantasias acabam forçando demais a barra.

Mas chega de acabar com essa premiere. Até parece que eu detestei o episódio. Pelo contrário. Deixei de lado toda essa parte sem noção e focalizei no que o episódio teve de bom. Começando com Robin. Pode ter sido forçação de barra mas ela estava ÓTIMA como o ser mais desleixado de New York. Mas o melhor de tudo foi ela provando que, mesmo sem a “petulância” de antes (seriously, o que aconteceu com ela?), ela ainda consegue chegar em um bar e fazer todos os caras caírem em cima dela.

E a conversa de Lily e Marshall na escada sobre desapontamentos e bebês? Foi uma das cenas mais bonitas do casal. Bonitas e engraçadas, o que prova que Marshall não precisa gritar toda hora para tornar uma cena engraçada.

Barney, apesar de não aparecer muito, cumpriu seu papel de melhor personagem da série. E Ted, finalmente, voltou a ser o protagonista da série (ok, voltou a ter destaque, pois é o protagonista menos protagonista que uma série poderia ter). Gostei da forma que as duas narrativas foram amarradas (nervosismo mostrado no rótulo da cerveja). Mas gostei mais ainda da referência a Mother, ao guarda-chuva e de ter sido feito de bobo ao acreditar que se tratava do casório com a Mother.

Ainda acho as premieres das duas primeiras temporada as melhores da série, mas tenho fé de que essa temporada não será tão desastrosa quanto a anterior.

Ah! E o casamento do final? Robin e Barney? Estou na torcida! Afinal, Barney ficou feliz demais de ter visto Robin de vestido no bar.

 

_____

4/5

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: