REVIEW: The X Factor 7.06 – Manchester Auditions Parte 2

Completando a dobradinha do final de semana, continuamos as audições em Manchester, contando ainda com a presença da Pussycat Doll Nicole Scherzinger, substituindo Cheryl Cole e Dannii Minogue.

Damien Devine – 19 – “Poker Face”: Como sempre, The X Factor abre o programa com alguém simplesmente péssimo, me surpreenderia o dia em que mostrassem alguém ótimo logo de cara.

Damien dança pelo palco e fica logo fica sem fôlego, o que deixa sua cantoria ainda pior.

Josh Moore – 24 – “Wild Wild West”: Vamos beber, colocar uma pochete com um porquinho de pelúcia dentro e dançar e cantar até a noite acabar.

Seria divertido se fosse numa festa qualquer, mas em audições não dá né.

Dean Mychajluk – 39 – “Blame It On The Boogie”: Bom… pelo menos a dança foi engraçada.

Wojciech Piegat – 31 – “Freak”: Cantou mal, falou palavrão, fez uma dança pra lá de obscena e ainda vai para o Boot Camp. Se estiver fácil assim, vou participar das audições ano que vem.

Tobias Sumpton – 20 – “Your Song”: Com apenas 20 anos, Tobias já teve por volta de 20 empregos, pois gosta de mudanças. E wait for it, Tobias não gosta de cantar na frente das pessoas!!! Então, o que você está fazendo aí?

Cantando a versão do filme Moulin Rouge, Tobias faz um bom trabalho com a música, tem uma boa voz, mas teria sido muito melhor se tivesse mais confiança e experiência.

Simon expressa sua preocupação se o programa seria só mais um emprego para o garoto, até ele encontrar algo mais divertido ou se é algo que ele irá levar a sério.

De qualquer forma, é aprovado pelos três jurados.

Ramena Fahari – 17 – “You Don’t Have To Say You Love Me”: Não gostei, apesar do tom de voz gostoso, achei sua voz muito fraca.

Chrissie Pitt – 25 – “Ain’t No Mountain High Enough”: Odiei a música, mas tem uma voz gostosa e soube frasear bem a música.

Karl Brown – 19 – “Happy”: Precisa de muito treino, sua voz está cheio de maneirismos irritantes, mas se trabalhado da forma certa, pode melhorar bastante.

Charlene Dawson – 17 – “Listen”: Tem uma boa voz, mas não boa o bastante para cantar essa música. Precisa amadurecer e muito sua voz para poder cantar esse tipo de música.

Harry Styles – 16 – “Isn’t She Lovely”: Tem uma voz gostosa, uma boa imagem e certamente terá um publico caso chegue aos Live Shows.

Minha única preocupação, é que tenho a sensação de que ele irá me irritar muito daqui para frente.

Diva Fever – 21 e 26 – “Let It Be / Proud Mary”: Dois amigos prontos para trazer o glamour de volta para o palco e decidem cantar The Beatles.

Certamente não é algo que esperava eles cantarem, glamour não se traz com uma música dessas…

Apesar de cantarem bem, Simon os interrompe e pede algo que seja mais interessante e que corresponda à imagem deles.

Agora sim, desce o globo de luz e solte a diva dentro de você, pois com Proud Mary temos um show, com direito a dancinha e bons vocais.

Sinto que haverá uma competição de divas entre eles e Twem, e rezo para que Diva Fever leve a melhor, pois tem vocais muito melhores e são muito mais engraçados.

Richard Thomas – 28 – “Higher and Higher”: Cantor de pubs e festas, querendo dar o próximo passo em sua carreira.

Richard tem uma boa voz, carisma, soube tomar conta do palco, desafinou em alguns momentos, mas no geral gostei.

Apesar de concordar com os jurados, de que sua voz não tem algo único, discordo da decisão de não aprova-lo para o Boot Camp, quando tanta gente inferior a ele foi aprovada.

A cena de Richard nos bastidores é de cortar o coração.

Marlon McKenzie – 27 – “Ain’t No Sunshine”: Certamente tem muito soul na voz do Marlon, mas se você comparar a outras versões da música em outros reality shows, a versão de Marlon não é tão boa.

Apesar disso, Marlon certamente tem o potencial para surpreender no futuro.

Foram incansáveis cinco semanas escutando do ótimo, do bom, do ruim e do horrível, mas finalmente as audições chegaram ao fim.

Apesar não ter nenhum grande destaque neste episódio, gostaria de ver mais de Marlon, Diva Fever e Tobias.

Semana que vem, veremos o tão aguardado Boot Camp, o equivalente a Hollywood Week do American Idol, onde destaques irão ceder a pressão e novos front runners surgirão. Então aguarde grandes performances, muito drama e lágrimas.

E aguarde, até sexta feira, trarei um post com o Top 10 das melhores audições deste ano.

Obs: Nem todos os vídeos das audições se encontram disponíveis, caso eu encontre no decorrer da semana, atualizarei o post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: