O epílogo de Lost – “The New Man in Charge” (ou: Algo que não entendi por que foram fazer)

Algumas semanas depois do fim de Lost, Michael Emerson deixou escapar que o box com a 6ªtemporada traria um mini-episódio inédito, mostrando o que Ben e Hurley ficaram fazendo na ilha após a morte de Jack. Empolgação geral, afinal, é algo inedito de Lost. Aí disseram que esse epílogo traria respostas para várias perguntas que foram muito cobradas pelos fãs. Só pude soltar um “Ah, vá!” e ficar cheio de expectativas para o que esse “minisódio” traria.

E como vivemos na era da internet, é lógico que esse negócio não ficou em segredo até o lançamento do DVD e já vazou na internet. E eu corri pra ver. Pois bem, apesar de ter adorado o final de Lost, ouvi muita gente dizendo que foi “bonitinho, mas ordinário”. Seguindo essa linha, podemos dizer que o epílogo acabou sendo a mesma coisa… tirando o “bonitinho”.

Sério… não, não, sério mesmo… que coisa TOSCA!

Durante toda a série, eu pensava, rindo da situação: “Acho que no final, não vão responder tudo e vão fazer um vídeo com os dois criadores sentados dando todas as respostas que faltaram”. Não aconteceu exatamente desse jeito, mas, na brincadeira, o epílogo é bem por aí! São 12 minutos e metade disso se trata de mais um videozinho de orientação da Dharma, com Pierre Chang falando categoricamente resposta por resposta, como se o roteiro desse minisode se baseasse apenas numa lista de perguntas não-respondidas e suas respostas logo embaixo. Alias, os dialogos são patéticos, ainda mais pra uma série como Lost, que sempre teve dialogos fantásticos. As sacadinhas “opa, agora tem resposta hein”, me irritavam.

De tudo que foi falado, só duas coisas realmente tinham me incomodado ao final da série, mas vamos lá: Chang tem vários nomes nos vídeos para preservar sua identidade, já que vários pesquisadores verão as várias orientações dele. O pássaro gigante de Hurley, que só uns 2% dos fãs de Lost devem lembrar, é simplesmente um bicho alterado geneticamente. Aí você pensa: “você só está evitando dizer a frase “é um pássaro-mutante” né?” Exatamente, porque é isso mesmo!

Continuando, a sinistra Sala 23, com aquele vídeo medonho, o psy doido e o lance meio “lavagem cerebral” nada mais era que um método para apagar a memória dos “hostis” quando eles fossem interrogados pelos pesquisadores da Dharma, que queriam entender sua cultura, seu modo de viver e coisas do tipo. Ok… essa ficou legal, dá pra passar. E, uma das perguntas que eu fiquei indignado de simplesmente terem esquecido, responderam: os suprimentos da Dharma que caíram do céu na 2ªtemporada, foram parar lá porque tem dois mongos que acham que a Dharma ainda funciona e continuam embalando coisas e mandando pra ilha até hoje. Também dá pra aceitar isso, apesar dos caras serem mongos, hehe.

Aí vamos para a segunda parte do minisódio, que traz a resposta que TODO mundo queria: onde foi parar Walt? E curti muito o destino que deram pra ele: a criança, que agora virou um jogador da NBA – Bazinga – foi parar no Santa Rosa, o mesmo hospício onde Hurley ficou por um tempo. Claro que o paradeiro do personagem foi a única resposta decente que deram sobre ele. Por que ele é tão especial? Ele tem mesmo poderes? Como ele apareceu pra Locke na 3ªtemporada? E aí os produtores perguntam: bom, quem se importa? Ben chega lá, fala que ele é especial e precisa voltar pra ilha com ele e Hurley.

E, fechando com chave de cocô, Walt vai com os dois e Hurley aparece, dizendo que o rapaz tem um trabalho importante pra fazer na ilha, a Kombi vai indo embora e… FIM!

Quando acabou, eu fiquei olhando fixamente pra tela pensando… “ah… então tá né…”. Cadê a interação entre Ben e Hurley, dois sujeitos tão diferentes, que todo mundo esperava ver? Alias, cadê o próprio Hurley, que virou o todo-poderoso da ilha e se limitou a meia cena. As respostas foram ruins? Não, a maioria delas eu até curti, mas se é pra responder, responda de um jeito decente, do jeito que uma série de TV, uma obra audiovisual responde as coisas e não com um cara falando que tal coisa é isso, e outra é aquilo e por aí vai. Isso é de uma cretinice sem tamanho.

Eu sei que estou soando reclamão demais, afinal, eles deram respostas, mas considerando que – com exceção do paradeiro de Walt e dos suprimentos da Dharma – eu não estava pedindo por elas, acho que posso reclamar que, pra uma série que teve um episódio final quase épico, o epílogo, mesmo que curto e feito direto pro DVD, parece ter sido criado em meia hora e uns dois dias depois que o final foi exibido na TV, por puro desespero de Lindelof e Cuse que queriam agradar os chatos de plantão que ficaram pedindo resposta pra tudo.

Enfim, vou apagar esse “The New Man in Charge” da minha mente e rever o episódio final, só pra considerar que ali acabou tudo mesmo e não teve mais nada depois. Porque, assim como já falei outras vezes durante a 6ªtemporada: se era pra ficar respondendo as coisas desse jeito… era melhor não ter respondido nada.

3 Responses to O epílogo de Lost – “The New Man in Charge” (ou: Algo que não entendi por que foram fazer)

  1. John Locke disse:

    Cara, achei sua crítica muito superficial. Provavelmente não entendeu o propósito do epílogo.

    Hurley e Ben foram encontrar walt para levá-lo de volta para a ilha. Walt iria substituir o cargo de Hurley e Ben, ele iria supervisionar a ilha. O próprio título do episódio já diz, “A New Man In Charge” (Um novo homem no controle).

    Esse epílogo serve pra explicar o que aconteceu entre a posse de hurley como protetor da ilha e o fim da série.
    Lembra que no último episódio, Hurley disse que Ben havia sido um ótimo assistente? (eles estavam no lado de fora da igreja, pouco tempo antes do final da série). Hurley e Ben protegeram a ilha depois que Jack morreu no banbuzal, ao lado cão Vincent.

    Outra coisa que vale lembrar: Christian Shephard disse à Jack:
    –” Muitos morreram antes de você, outros morreram depois de seu tempo.”

    Isso quer dizer que Hurley e Ben também morreram, porém depois de Jack. E como sabiam que também iriam morrer, os dois resolveram encontrar um substituto, que seria Walt.

    • Marcelo Silva disse:

      Ei… hã… Locke.

      Então, ok. Quando os produtores anunciaram que seria lançado um epílogo, disseram claramente que ele mostraria, entre algumas respostas importantes, a interação entre Ben e Hurley como novos guardiões da ilha. O que vc ressaltou, sinceramente, eu já tinha notado, principalmente a parte do Walt ser o “new man in charge”, tinha achado isso uma ótima sacada alias.
      Mas independente disso, o epílogo continua péssimo. Se a intenção era mostrar isso, deviam ter focado só nisso. Toda aquela primeira parte envolvendo os dois carinhas da Dharma, Ben e suas frases de efeito cretinas e o vídeo do Chang dando respostas do jeito mais besta possível só piorou com a ideia de que o epílogo era mostrar que Walt seria o próximo a proteger a ilha. A cena se torna completamente descartável, já que a maioria das respostas ali eram de questões completamente fúteis, enquanto outras maiores permaneceram sem resposta.
      Concordo com vc sobre a parte de Walt e achei que foi a única coisa que não tornou esse epilogo uma das maiores vergonhas de 2010. Mas foi uma decepção aterradora pra fãs que, assim como eu, se sentiram órfãos e abandonados com o fim da série.

  2. roberto disse:

    e quanto o desmon foi parar onde já que o ben sugeriu que hugo levasse o mesmo para casa, que casa? muitas perguntas sem respostas e os que pertiram como terminaram suas vidas ou não conseguiram sair da ilha o avião caiu por falta de combustivel?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: