Top 10: Momentos inesquecíveis de 24 Horas

Parece até surreal, mas além de Lost, 24 Horas também está chegando ao fim. Amanhã, uma das séries mais marcantes da década passada terá seus dois episódios derradeiros e depois disso, um dos melhores personagens da TV, Jack Bauer, vai ficar só na nossa memória. Durante essas 8 temporadas, tivemos momentos que nunca mais iremos esquecer, aquelas coisas que fizeram de 24 Horas uma das grandes séries de TV que já existiram. Confira eles abaixo!

10 – Chase tem a mão cortada (3ªtemporada): No fim da 3ª temporada, Jack tem a oportunidade mostrar o que acontece quando alguém mexe com a filha dele. Quando seu genro, o agente Chase Edwards salva a pátria neutralizando a explosão de uma bomba radioativa, ele acidentalmente expõe a mão a um pouco da substância tóxica. E a única solução que Jack vê é arrancar a mão do genro fora com um machado. O momento é angustiante e a última cena da temporada, com Jack chorando desolado no carro, é de cortar o coração.

9 – O ataque a Casa Branca (7ªtemporada): Depois da fraca 6ªtemporada, os produtores provaram que a 7ªtemporada seria a volta da série ao que era antes quando os vilões da temporada armaram um mega-esquema que resultou na invasão do que era pra ser um dos lugares mais seguros do mundo. Por três episódios, a tensão tomou conta de 24 Horas, Cherry Jones tomou conta de cada cena e no final, tragédia: perdemos Bill Buchanan, um dos melhores personagens da série.

8 – Jack e a serra elétrica (2ªtemporada): Esse entra no top por ser um momento de transição para o personagem. Na 1ªtemporada, Jack Bauer era um ser humano. Inocente, acreditava nas pessoas, se alimentava, ia ao banheiro e apesar de todas as infrações, pensava por 2 segundos nas consequências dos seus atos. Mas a partir do momento em que, para se infiltrar entre os vilões, ele atira numa testemunha e pede uma serra elétrica para tirar a cabeça do cara, tudo isso dentro da CTU e na frente do atual chefe do lugar, George Mason… é algo tão surreal que temos aí o Jack Bauer que conhecemos hoje.

7 – Final da 4ª temporada (hã…): Depois de invadir o consulado chinês, o que resulta na morte de um diplomata, Jack começa a ser perseguido pelos chineses, o que o obriga a tomar uma decisão drástica. Autorizado pelo presidente David Palmer, o protagonista forja a própria morte, com a ajuda de Chloe, Tony e Michelle. Por alguns minutos ele realmente morre – o momento é um dos mais angustiantes da série – para no final fugir sob uma nova identidade. A cena final, com Jack andando em direção ao horizonte, é icônica e teve clima de final de série. As consequências desse momento mudariam toda a série daí pra frente.

6 – Nina Myers é a traidora (1ªtemporada): No cinema,temos O Império Contra-Ataca e O Sexto Sentido e na TV, temos Lost e 24 Horas como séries que fazem reviravoltas inacreditáveis como ninguém. E na 1ªtemporada, tivemos um dos momentos mais mind-blowing da TV na década passada quando descobrimos que o braço direito de Jack na temporada, Nina Myers, era quem estava passando informações para os vilões. Depois disso, só a traição de Logan causou tanto impacto na série.

5 – Jack é levado pelos chineses (5ªtemporada): A 5ªtemporada deixou todo mundo grudado na sofá (ou na cadeira) do começo ao fim e, quando tudo se resolveu e Jack foi lá, falou com Audrey, deu beijinho e tudo, ficamos até mais tranquilos e relaxados. Mas aí, nos últimos minutos do episódio, temos mais uma prova que 24 Horas nunca tem um final totalmente feliz, quando Jack é capturado e espancado pelos chineses, que o levam para uma prisão chinesa, pelos seus atos durante a temporada anterior. Jack olhando para o chinês e dizendo “Kill me now” é de arrepiar.

4 – A bomba nuclear explode (6ªtemporada): Até esse ponto, a 6ªtemporada estava prester a ser a melhor de todas, com uma trama empolgante e imprevísivel. E logo no 4ºepisódio, um momento impressionante e que ninguém imaginava que fosse acontecer um dia: uma bomba nuclear explode em pleno solo americano. Perto dali, um Jack Bauer perturbado e que tinha acabado de desistir de tudo, depois de ser obrigado a matar um de seus melhores amigos, assiste aquele momento, vendo que não pode desistir de salvar o dia, não naquele momento.

3 – A execução de Chapelle (3ªtemporada): Que Ryan Chapelle era um pé no saco, é um fato, mas também é um fato que sua morte foi um dos momentos mais cruéis da história de 24 Horas. Depois de um episódio inteiro tentando resolver arrumar uma maneira de pegar os terroristas sem atender suas exigências – que era matar Chapelle, atual chefe da CTU na época – todos se veem num impasse e são obrigados a aceitar a realidade: a exigência terá que ser atendida. Todos tentaram impedir o momento até o último segundo, mas no fim, Jack foi obrigado a matar Chapelle. O jeito como a cena foi filmada e como tudo aconteceu, deixou o momento na memória de todos os fãs.

2 – As mortes da 5ªtemporada (hã…²): As consequências da morte forjada de Jack na temporada anterior são sentidas de modo arrasador logo na primeira hora da 5ªtemporada, quando, no mesmo episódio, David Palmer e Michelle Dressler são mortos, em dois momentos que ninguém esperava que isso fosse acontecer. Como se não bastasse, Tony também quase foi pro saco no mesmo episódio, assim como Chloe, mas ambos foram salvos por Jack. Tony, no entanto, acabou morrendo 16 episódios depois, nos braços do amigo. Vale lembrar também da morte de Edgar, outro dos momentos mais cruéis da história de 24 Horas.

1 – A morte de Teri (1ªtemporada): Em séries normais, o último episódio da temporada é quando tudo termina de um jeito feliz e todas as tramas sendo desenvolvidas se fecham. E pensávamos que seria assim em 24 Horas também. Nina é capturada, Kim é salva, Palmer também e Jack cumpre sua missão. Mas então, nos últimos minutos do episódio, os produtores provam pela primeira vez que, em 24 Horas, ninguém, mas ninguém mesmo está a salvo e que não existe final feliz para Jack Bauer.

Teri Bauer, sua esposa, é encontrada morta por ele, que a pega nos braços, sem acreditar naquilo. O pior: ela estava grávida. Foi o fim da inocência de Jack e a de milhares de espectadores, que passaram anos acostumados com finais felizes na TV. Também foi a única vez que o recurso de flashbacks foi usado na série – com Jack lembrando os momentos felizes com a esposa – e apenas a primeira, de muitas mortes que íamos nos recusar a aceitar…

Menção honrosa: Toda a sequência do encontro entre Jack e Logan, no último episódio exibido nos EUA, foi espetacular. A reação completamente maluca do ex-presidente ao ver que Jack está chegando para pegá-lo, o interrogatório que nos fez prender a respiração e todo o tratamento que o protagonista deu ao mau-caráter foi pra bater palma do outro lado da tela. Demorou, mas essa última temporada teve uma cena que chegou perto dessas outras 10…

________________________________________

E ainda hoje, uma carta aberta sobre Lost, antes do final da série. Não perca!

2 Responses to Top 10: Momentos inesquecíveis de 24 Horas

  1. Daniel Figueiredo disse:

    Para mim faltou o pseudo assassinato do filho de Syed Ali.

  2. Selma stella disse:

    Alguem sabe qual a última palabra que clhoe o brien falou na última cena do fim do episodio?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: