Previously, on my TV – Parte 1: De um extremo a outro – 24 Horas e Glee!

Nas últimas semanas, as responsabilidades aumentaram (meu lado que se importa com o futuro fica feliz, meu lado nerd chora desesperadamente) e com elas, o tempo de ver séries diminuiu, mas nem por isso acabou. Com o fall season perto do fim, estou fazendo de tudo para me manter atualizado com todas as séries que estou acompanhando (e Deus fez o fim-de-semana e viu que era bom) e, até agora, tem dado bem certo, apesar de nem todas valerem minha ansiedade para vê-las.

Enquanto 24 Horas continua impressionando com seu renascimento, rumando para um final de série fantástico, Glee continua a melhor série ruim da temporada. Como tem muita coisa pra falar, o post será dividido em duas partes. Aqui, essas duas séries e na 2ª, The Big Bang Theory e Modern Family, que continuam provando porque séries de TV são uma das coisas mais divertidas que existem.

Primeiro, 24 Horas, que me deixa com um largo sorriso de satisfação no rosto a todo final de episódio. Depois de 11 episódios que quase firmaram essa como a pior temporada de toda a série, os roteiristas pareceram ter acordado pra vida e desde que o cancelamento foi confirmado, a série deu uma guinada inacreditável, virando, de uma hora pra outra (literalmente, hehe), uma das coisas mais empolgantes do fall season.

Agora, no episódio 21, não dá pra ter a mínima ideia de como o dia vai terminar e, consequentemente, como a série vai acabar. Poucas vezes Jack esteve tão irado e frio como agora (a cena de tortura do russo foi medonha), mas acho genial o fato dele estar sempre um passo a frente do governo. A cara do secretário de Logan ao ver que foi enganado me fez pausar o episódio e rir da cara dele por vários minutos. Alias, se é pra falar de expressões e de Logan, falemos da cara pasma de Jack ao descobrir que o ex-presidente está por trás de tudo aquilo.

Só acho injusto o que fizeram com a Presidente Taylor. Entendo que nenhum outro presidente teve que tomar uma decisão tão difícil quanto essa, mas que ela se tornou um personagem absurdamente chato, isso é fato. Já fazem uns 3 ou 4 episódios que as aparições dela se resumem a cara de “que merda enorme que eu fiz” e se rebaixando a Logan, que alias, virou o verdadeiro presidente desse negócio de novo já faz um tempo. Madam President foi rebaixada a quase uma secretária dele, que está mexendo todos os pauzinhos.

Ah sim, para alegria geral da nação, Dana Walsh finalmente foi pro saco, numa cena linda de se ver (“Diga o que posso fazer, Jack.” “Nada” e poft). Sei que é feio comemorar essas coisas, mas sério, Katee Sackhoff estava fazendo um dos piores personagens da TV em muito tempo. Enfim, 24 Horas está cada vez mais empolgante e cada hora nos deixa cada vez mais ansiosos para o final, que promete encerrar essa grande série de um modo digno.

—————

Como Glee é tosco hein? Incrível como a cada episódio eles conseguem provar isso de forma mais e mais convincente. Mas pior que isso é que eu não consigo parar de ver. Diferente de outras séries que acho bestas e abandono, Glee é uma que não consigo simplesmente ignorar, todo sábado, lá estou eu baixando o episódio da semana. E desde que retornou, a série não teve nenhum episódio completamente excelente (e antes que façam piadinhas, sim, isso já aconteceu, duas vezes na série inteira, mas já).

“Hell-O” foi um bom retorno, que me conquistou pelas músicas sensacionais (números musicais nem tanto) e que me pegaram de surpresa. Afinal, The All-American Rejects e Beatles pode até ser, mas AC/DC em Glee? Por essa eu não esperava. Mas talvez todo o rock desse episódio se justifique pelo que veio depois… “The Power of Madonna” foi bem ridículo e provavelmente só funcionou para quem é muito fã dela e olhe lá.

As músicas simplesmente brotavam no episódio e teve forçadas de barra que, mesmo para a série, que já é toda forçada, foi bem absurdo. Tipo os alunos que mal tem dinheiro para pagar o lanche fazendo uma mega-produção com o remake do clipe Vogue, protagonizado por Sue Sylvester (em compensação, o clipe em si foi sensacional, Jane Lynch é a única que merece ganhar qualquer coisa ali) ou o coral de Igreja que sabe lá Deus de onde surgiu, pra cantar “Like a Prayer” com o Glee Club.

Mas ok, a ideia aqui era só usar o repertório de Madonna o máximo possível, já que a cantora o disponibilizou na maior boa vontade. Episódio-evento #fail passou e temos “Home”, com uma nova participação de Kristin Chenoweth. E aí temos algo que raramente acontece na série: um ótimo roteiro, com uma história bacana e clichês muito bem usados (acho que é meio impossível fugir do clichê em Glee, então que pelo menos usem bem), maaaaaaaaaas… músicas absurdamente chatas.

Entenda: no meu caso não dá nem pra dizer que é questão de gosto, já que não tenho problemas com musicais da Broadway, mas essas músicas eram bem ruinzinhas e pra piorar, ainda colocam algumas como um dueto entre Kurt e Finn e outras na voz de Will, o que já é péssimo, já que qualquer coisa que ele cante é desastroso. O episódio valeu pela ótima mensagem e o número de Mercedes na quadra, provavelmente um dos mais bonitos da série (além do que a garota canta muito né).

O último que eu vi foi o boboca “Bad Reputation”, em que o tema era músicas que ficaram extremamente bregas com o passar do tempo. Sinceramente, indo por essa ideia foram ótimas escolhas porque as músicas eram horríveis (pior que isso é que eu conhecia todas). O número de Sue, novamente uma produção a parte, não causou tanto impacto quanto “Vogue” e a participação de Olivia Newton-John foi bem decepcionante. Mas pelo menos o clipe propositalmente brega de Rachel foi uma diversão a parte (e sim, a ressalva do clipe de Sue se aplica aqui também).

_________________________

No próximo post, antes tarde do que nunca (igual as respostas dadas no episódio), o review de Lost! E depois, a 2ªparte desse post, com The Big Bang Theory e Modern Family.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: