REVIEW: America’s Best Dance Crew – “Week 6: Magic Challenge”

Há três semanas da Season Finale, ABDC trouxe um dos challenges mais cool que existe, o illusion challenge e, com ele, tivemos a primeira performance em grupo da temporada com uma participação mais do que especial.

Essa Week 7 teve início com a sempre ótima group performance de ABDC. Ao som de Take It Off de Ke$ha, os quatro grupos finalistas dançaram juntos no palco dando um sneak peek do que estava por vir no desafio de ilusionismo. Além de apresentar uma coreografia extremamente bem trabalhada e energética, essa group performance ficou marcada pela participação de Lil Mama. Diferente da desastrosa apresentação de Paula Abdul no American Idol com o vergonhoso número dublado, Lil Mama mostrou por quê está na bancada dos jurados da competição. Tenho minhas dúvidas se essa foi a melhor performance em grupo de todas as temporadas, mas creio que posso afirmar que essa foi tão boa quanto a da terceira temporada, cujo tema foi Battle of the Sexes – quem não se arrepiou naquela temporada quando, próximo ao final, o palco ficou dividido entre a crews dos homens e a crew das mulheres… that was freaking insane!

Emoção foi o que definiu, mais uma vez, essa temporada. Logo no início tivemos a notícia de que Blueprint Cru estava no bottom two e, mais tarde, descobrimos que Jungle Boogie teria que batalhar contra os canadenses por uma vaga na semi-final.

Hype 5-0 abriu a competição com uma performance boa, porém nada outstanding. A coreografia foi boa, a movimentação foi boa, o truque – dar vida a objetos inanimados – foi bom.. ou seja, tudo bom, mas nada espetacular. Estamos na reta final e os havaianos cometeram um dos maiores pecados: competir como se fosse o início da competição. Para mim, é eles que deveriam estar no bottom two… e aquela tick session foi meio fraquinha não?

Logo após, foi a vez de Poreotix fazer um objeto se mover com a força da mente, uma das tarefas mais interessantes mas que tem o peso de IMPECAVELMENTE EXEMPLAR performance de Beat Freaks na season 3. Satisfatoriamente o grupo foi capaz de não copiar o passo das garotas e, convenhamos, aquele cubo voador causa muito mais impacto do que magic ball, porém, a falta de dança na coreografia fez com que a routine deles fosse ligeiramente fraca. Eu sinto falta do grupo dançando loucamente como testemunhamos no disco challenge, algo que Jungle Boogies sempre mandou bem independente do desafio (falo mais a seguir).

Blueprint Cru mais uma vez se apresentou com aquele peso de eliminação nas costas. Não foi melhor que Bad Romance e That’s Not My Name mas de longe foi a pior performance deles. Eles decidiram deixar um pouco a dança de lado e colocar o drama/teatro em primeiro plano, algo que vinha sendo feito competentemente por Static Noyze e Fanny Pak. JC estava certo quando mencionou que o começo foi meio lento, mas se analisado do começo ao fim, nota-se que a routine foi bem desenvolvida, subindo gradativamente o nível e sempre com o espirito de circo em seus movimentos. Detaque para a levitação muito bem executada. Destaque maior ainda para Nick na group performance no início no programa (como eu pude esquecer?)!

Se a competição já estava cruel, com a apresentação de Jungle Boogie ela ficou ainda pior. O grupo de Georgia teve a missão de atravessar objetos sólidos e o resultado do challenge foi absurdamente satisfatório! A coreografia foi rica de detalhes do começo ao fim, principalmente pelo fato de terem usado a semelhança dos irmão gêmeos do grupo como um toque especial para o quesito ilusionismo ao brincarem com o espelho. Além de cumprir o desafio, o grupo ainda trouxe uma das melhores sequências de footwork da temporada (algo que me fez lembrar os energéticos passos de Beat Ya Feet Kings). E é isso que diferencia JB das outras crews. Eles cumprem a missão e, próximo do final, deixam tudo de lado e simplesmente dançam – e parecem se divertir com isso. Foi uma das melhores performances do grupo, o que torna essa uma das eliminações mais crueis de toda a história da competição, algo que me fez lembrar o bottom two de Super Cr3w e Supreme Soul na segunda temporada. Como diria Shane Sparks: “America, are you serious?”

Os animalescos de JB se despediram da compe- tição com a cabeça erguida e com a certeza de que eles deram o seu melhor e ficaram para a história de ABDC como um dos grupos mais memo- ráveis de todas as seasons. Infelizmente não veremos eles nas duas últimas semanas da competição, cujos desafios serão os habituais Hip Hop Nation Challenge e o Last Chance Challenge, aquele em que o grupo cria seu próprio hit para a performance.

E aí, foi uma semana tensa? Qual é o seu top 2 favorito? O meu seria Blueprint Cru e Jungle Boogie mas agora ficarei torcendo para Poreotix ficar em segundo lugar , é claro hahaha! E vocês?

Soundtrack da Semana

Group – “Take It Off” by Ke$ha
Hype 5-0 – “Morning After Dark” by Timbaland feat. Nelly Furtado & SoShy
Poreotix – “Right Hand Hi” by Kid Sister
Blueprint Cru – “Funhouse” by Pink
Jungle Boogie – “Da Da Da” by Lil Wayne

3 Responses to REVIEW: America’s Best Dance Crew – “Week 6: Magic Challenge”

  1. Marcus Matheus disse:

    Dessa vez discordo de quase tudo de você Picelli… ahuahuauh

    Não achei a performance em grupo da season 3 a melhor, eu acho a mais fraca, pode até ter uma dança legal, mas em termo de cenario e “wardrobe” eu não gostei.. acho que essa empata co a season 2 Missy Elliot e depois vem a da season 4 Vma…

    continuando…

    Não achei nada de bom no Hype… continuo achando confuso, alguns passos simples, e nenhuma união… como disse em um dos meus comentarios enquanto 3 fazem um passo, 2 estão fazendo outra coisa e mais 2 fazem outro, muita informação pouca assimilação… adorei o que Omario disse sobre eles.

    Poreo, eu gostei, mas achei Beat Freaks 2.0… prefiro a bola que as BF usaram, deixa a apresentação mais limpa… mas o final foi bom e alguns passos que gostei muio.

    Gostei do BP mais não a melhor… tipo foi otimo… mas odeio esse desafio de magica, atrapalha a apresentação… eles param na apresentação (nem sempre, mas a maioria das crews tem de fazer isso) aí perde a empolgação…. mas sobre o que JC falou eu não guento mais… caramba começar devagar tambem é bom… aff

    JB a mesma coisa do BP… gostei mas a magica tira a empolgação… gostei dos truques deles, e adoro os riscos que eles tomam, e sempre dá certo… sempre criativos e com passos diferenciados.

    resumindo… odeiiiooo ILLUSION CHALLENGE…

    bem, espero que semana que vem Poreo seja salvo, por 2 motivos, 1°) aí o Hype sai e 2°) a maldição da equipe salva do penultimo capitulo.

    • Picelli disse:

      Revendo a apresentação da terceira temporda, vi que a única coisa que gostei foi do clima de batalha dos sexos. A routine em sí nem foi lá aquelas coisas. Lembro que tinha achado a da Missy Elliott incrível, já a VMA eu não sei falar pois nunca achei para baixar.
      Você sabe onde posso encontrar? Por meses procurei esse especial e não achei em lugar nenhum. Seria você meu salvador? hahaha

  2. Marcus Matheus disse:

    olha, quando eu falei do VMA foi a performance em grupo da 4° temporada… mas o especial Battle of Vma eu não cheguei a ver por inteiro, mas uma pessoa lá da comu do orkut vai procurar de uma colega, pra postar lá…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: